A n o v a M e n t e

T O D O S O U O UM : OM E S M O U T R O

Mês: março, 2014

Desapegar da Certeza, Aceitar a Verdade

areia

se quem discorda é inimigo,

quem é o inimigo?

Somos o manifestar d’Oculto

corpo

até o amor dito próprio,

é uma relação com o outro (em nós).

ninguém está intimamente a sós,

somos no mínimo corpo-alma-espírito,

em essência, uno com o todo.

Aceitar-se é Curativo

celtic_dragonfly1

o começo da mudança, da cura…

é assumir justamente,

o que rejeitamos – a doença.

aceitar o mal estar,

abre as portas para o cuidar de si,

o princípio do encontrar-se.

Absoluto é Mistério

sol nascente

o ‘real’ nos conta a verdade em poesias,

entre silêncio e sedutora ‘mentira’,

através da fenda mágica – mort&vida.

Outono Vital

folhas-de-outono

as folhas que se percebem caídas,

tornam-se sementes da árvore da vida.

Habitar o Vivo – Renovar a Essência

libe

repetimos por hábito,

transformamos por hábito.

somos essencialmente mutantes,

por maus hábitos somos relutantes.

Sem perdão, não há presente

ser

quando há sentimento de culpa,

condenamos o outro, o mundo, a vida,

há uma ingratidão e um medo de si.

ingratidão, pois a vida é desvalorizada,

e a dor passada é o olhar presente.

e medo, pois há um controle que aprisiona, impede a liberdade de escolha,

que impede de ver por inteiro, de se ver.

essa ‘lei da punição’ que não perdoa ninguém,

é a manutenção do engano, do conflito, dentro e fora de si,

pois a verdade é que enquanto vivo,

sempre há um outro caminho possível,

que seja bom, faça bem, pacifique e cure.

em princípio, somos aliança – paz e amor.

na prática é resgatar os princípios,

beber da fonte, alimentar-se do que nos torna vivos.

Viver é doído, Despertar é curativo

nascer-do-sol-pacifico-sul-Nasa

despertar é…

um processo de ‘desconstrução e, reconstrução’.

nascemos para aprender,

crescemos ao conhecer,

amadurecemos ao discernir a verdade.

e o amadurecer é também,

render-se à verdade,

é aceitar ‘desconstruir-se’,

e confiar no renascer, na reconstrução.

renascer, reconstruir o estado de ser,

abrir mão do controle que aprisiona,

e servir ao ser, ser o meio de realização. 

após avistar, adentrar, atravessar os véus da escuridão,

se espantar e encantar-se com a luz,

que arde ao olhar, há um bem-estar,

uma paz, um amor genuíno.

vislumbrar ao mistério – o sentido dos sentidos,

a responsa de ser vivo,

a resposta para estar vivo.

nem só de dor, nem só de cor,

amor é o todo incolor.

A L g u É M

diana vandenberg

ninguém nasce sozinho,

ninguém morre sozinho,

ninguém está sozinho,

quando se reconhece o outro.

Desejar Desejos Desejo

deseja

já diziam que…

o ser humano é um ‘ser desejante’:

desejo de ser desejado,

desejo de diferentes e novos desejos,

desejo de nos superar e elevar.

mas um desejo desorientado,

nos aprisiona em manias e vícios:

desejo de muito prazer, muito comer,

muito beber, falar, mandar, doer,

dormir, sorrir, distrair,

fingir, fugir, sumir.

que desejo temos e que desejo queremos?