Ao Verão (que arde no peito)

por EM SI: LUGAR DE GRAÇA

luto

após o luto,

renascido das cinzas,

nada é tão somente cinza,

e tudo nunca é tudo,

pois antes e além do finito é infinito.