Um Sol Coração

Onde a vida está? Onde tu és?

Mês: dezembro, 2015

Nus ~ Sun

SOL

SOUL

SOU

SOL

Publicidade

Viver, Crescer e Desprender

A Canção das Árvores Sagradas – Diana Vandenberg

no apego perco a presença…

em desapego ganho o presente.

Diálogos

circo

desespero não
em si encontro com si
esperança sim

encontro noutro
a minha inteireza
sou paradoxal

em nós há fonte
a verdade que temos
como nascemos?

Eu Sem Temor ~ Amor Eu Sou

beija

aqui-agora

em si, em ti, em todos

joio do trigo

pura energia

som que nos harmoniza

todo coração

o ar da graça

leva beija-flor, leve

eu sou todo seu

Sagrado Amor

amor

tomado…

por um sentimento insuportável,

exilado na superfície do raso,

realizei o que no fundo sem fundo,

não sonharia em fazer: o precipitado ocaso.

por isso mesmo me perdoo e aceito,

amor é semente da semente que habita em si,

sim é morte-vida, ciclos sem fim…

faz-te renascer e florescer,

até darmos os devidos frutos,

as folhas caírem e multiplicarem você.

Novo Hoje

cristais

claro é paradoxal
e o conjugar
é todo verbo

óbvio, perplexo
gota-oceano
grão de deserto

redemoinho
sopro e ventania
eu cata-vento

 

Prova Final para entrar em Ano Novo (e Boas Festas)

Para quem não sabe… eu escrevo também no Blog de Sociologia Política.

equilibrista

http://sociologiapolitica.com.br/2015/12/04/prova-final-para-entrar-em-ano-novo-e-boas-festas/

Homenagem ao Ancestral

silent

nega a morte

não vê a luz do dia

hoje renascer

pode acordar

e eu acordei

sem hoje ter dormido

e o sábio

vivenciou

eis o silêncio

Selvagem Desapego

arte

a imensidão do mar…

desenhada por marés,

dançam com a lua e o com sol,

sob a chuva, sob as nuvens,

sob o céu espelhando o movimento circular.

e as ondas são belos passos incertos,

da contínua coreografia.

as ondas perfeitas e a calmaria,

a maré alta e a rebentação.

oceano feito de diferentes tamanhos e tons,

formas disformes e margens paradisíacas…

mas não, não poderia apegar-se a uma onda cristalina,

ou a uma exuberante e exótica ilha…

seria negar a sua natureza dinâmica,

suas mutações, a gota d’água seria…

presa a um ato da sua vida,

mergulhada em ilusão.

Gratidão

cultivar o princípio… são fins sem fim.

cintia ribas

Cintia Ribas | Virtual Garden  https://cintiaribas.wordpress.com/