Quando o amor venceu…

por EM SI: LUGAR DE GRAÇA

Rueda

sofrendo não vemos a…
não desvelamos…
não aceitamos a…
nem acreditamos na…
verdade, a paz interior.

cansei de sofrer,
depois de muito sofrer,
e sofrendo implorei,
por uma oportunidade…
uma chance de ser…
foi quando dei basta na negação,
não mais fomentei a depressão,
e aceitei a vida, afirmei a minha vida,
queria nada mais que sentir-se vivo.

recomecei num processo de autocura…
pedi e aceitei ajudas, enfrentei o medo…
agi com coragem, paciência, humildade…
e fé que em mim havia a fonte inesgotável do amor,
mesmo que na caminhada de regeneração,
haviam muitas dúvidas, medos, tropeços,
e a constante dor no coração.

ao fim de uma jornada de transformação,
(de perdão, compaixão e gratidão)
despertamos o herói/heroína, o guerreiro(a)…
que habita o nosso ser,
que nos purifica, vivifica,
e realiza o sonho de viver em paz…
tomando as dificuldades como desafios,
e o existir com o propósito de fluir, confluir, amadurecer.

hoje, dou frutos…
deste constante receber do amor universal,
por si, por ti, por todos, no todo onde somos uno.

beber da fonte que em si habita, nos eterniza, assim é o mistério-vida.