A n o v a M e n t e

T O D O S O U O UM : OM E S M O U T R O

Mês: junho, 2016

O dono da verdade, emprega somente ilusão

Jesus-Buda-Mediana

há quem em nada acredite…
e em ninguém confie,
duvida de tudo,
de todos, da vida.
mas nele mesmo,
se pode acreditar?
pode-se confiar…
naquele que nada recebe,
e tudo o que dá não é de sua responsa?
tem fome mas nega o que sacia…
tem sede, mas não cede…
sobrevive do egoísmo insaciável.
não mais procura aquele que o procura,
vive em fuga, escondendo em si e para si,
as chaves que o libertam da clausura.

e não canse de si…
coragem para findar o que te faz cansar.
não desista de ti…
coragem para deixar de fazer mal para si.
por vezes, estamos nas sombras,
assombrados, assombrando…
atuando como bloqueadores da luz,
esquecidos de que somos emissores da própria luz,
somos herdeiros da fonte da luz.

Quem ouve, amigo é

amigo

nossos inimigos estão em nós,
meus inimigos estão em mim,
teus inimigos estão em ti,
o amigo está em si.
ser amigável consigo…
consigo ser aquele que sou.

Universo autoconsciente

CANCER

uma célula existe em função do todo…
(já que o todo lhe concedeu a vida),
quando saudável, suas relações e realizações,
estão vinculadas com a vontade do corpo,
para preservar a harmonia do todo.
o todo corresponde a todas as células,
fornecendo a cada célula um propósito/desafio,
e o perene princípio do todo.
uma célula cancerígena é aquela…
que por “sentir-se renegada”, se rebela,
e desliga-se do propósito do todo.
a realização é agora em função de si mesma,
invadindo outros territórios pelo egoíco propósito,
destruindo outras células por desgosto…
e por fim, se suicida, causando a morte do corpo.

“Luz que vence a escuridão”

Big Bang

Lao-Tsé praticou…
até encontrar a sabedoria no Tao.
Sidarta Gautama vivenciou…
até encontrar a paz em Buda.
Jesus de Nazaré experienciou…
até encontrar o amor em Cristo.
O que fazes e o que buscas?
O que há e o que é? Em si e além de ti?

E assim É

sem

ontem eu disse…
que amanhã eu ia fazer,
e apenas hoje vejo o que faço.

Vem de onde? Vai pra onde?

foto - evelyn muller

passageiros
da paisagem
passageira

,
passo a passo
passando
passado

,
em paz…
ou ensimesmado?

“Amai-vos uns aos outros…”

cristo

É mais sensato,
Refletirmos as pérolas,
Que Cristo deixou…
Do que os pregos,
Que ainda pregam.

Sim, é dever não dever.

so

afirmo:

estar

em paz

consigo…

eu

consigo

mesmo.

Ela

Queremos o que ela toma…
Tememos ela (e viemos dela?).
Vemos o que ela faz,
Mesmo sem saber como ela é,
Poucos querem entendê-la,
Falamos nela, muito mal pensamos dela…
(E ela é solução das mazelas?)
Não queremos vê-la chegar,
E não queremos que ela vá…
Levando o que ela vem buscar,
Mas sem ela, a sua outra face existiria? Continuaria a existir?
Eis a presença que mostra a ausência,
Escondendo o seu mistério contigo,
Que inevitavelmente mostrará seu segredo…
Para aquele que aceitou seu pedido.

Absolutamente curioso

Gaia

o absoluto, o imutável…
é o que antecede a criação,
o incognoscível, o nada (que contém o todo?).
logo, a verdade que somos e nos relacionamos,
está na criação…
criação que é contínua expansão, transmutação.
portanto, a verdade se relativiza.
mas há verdades, leis imutáveis?
parece que sim…
a ciência e antigas sabedorias,
sinalizam estas (possíveis) verdades da natureza.
(curioso é um ser criado acessar ao incriado)
e a tal consciência e consciência universal,
não tem separação, há fronteiras…
é atravessando fronteiras,
sintonizando níveis mais elevados de vibração,
que desvelamos e compreendemos a nossa natureza…
*”natureza da fonte, do mistério, do amor, tao, brahma, hunab ku, grande mãe, grande espírito, olorum, rá-atum, zeus, júpiter, deus, cosmos.”
ele não está fora, nem há dentro e fora…
mas adentrando em si, transborda o além de ti, o todo…
que é no aqui e agora.

*fiz uma livre correlação, a partir da ideia de “mito da criação”.