A n o v a M e n t e

T O D O S O U O UM : OM E S M O U T R O

Mês: fevereiro, 2017

Maturidade (Osho Zen Tarot)

“O personagem desta carta está só, quieto, porém atento. O seu ser interior apresenta-se repleto de flores – portadoras do espírito da primavera, e que renascem onde quer que ele vá. Este florescimento interior e a completude pessoal que ele sente, criam-lhe a possibilidade de uma mobilidade ilimitada. Ele pode deslocar-se em qualquer direção – no seu próprio interior ou no mundo aqui de fora, não faz diferença, pois a sua alegria e maturidade não podem ser diminuídas por fatores externos. Ele chegou a um tempo de centramento pessoal e de expansividade – a aura branca que o envolve é a sua proteção, e a sua luz. O conjunto das experiências da vida o trouxeram a este tempo de perfeição.

Quando você tirar esta carta, saiba que o momento lhe traz um presente – pelo trabalho pesado que foi bem feito. Agora, suas bases são sólidas, e o sucesso e a boa sorte estão assegurados porque são a conseqüência natural daquilo que já foi vivenciado em seu íntimo.”

Fonte: http://www.osho.com/pt/iosho/zen-tarot/paradox/

 

Inspire-se… respire a pureza do ser.

por-do-sol-na-praia

quando o sol poente…

é nascente e expoente em mim. 

Nova Visão (Osho Zen Tarot)

“A figura desta carta está nascendo de novo, emergindo de suas raízes presas a terra e criando asas para voar em direção ao ilimitado. As formas geométricas em volta do seu corpo mostram as muitas dimensões da vida que estão simultaneamente ao seu alcance. O quadrado representa a parte física, o que está manifesto, o conhecido. O círculo representa o não-manifesto, o espírito, o espaço puro. E o triângulo simboliza a natureza trina do universo: o manifesto, o não-manifesto, e o ser humano que contém a ambos.

Você está tendo agora uma oportunidade para enxergar a vida em todas as suas dimensões, das suas profundezas às alturas. Elas existem lado a lado, e, quando descobrimos pela experiência que o escuro e o difícil são tão necessários quanto o claro e o fácil, passamos a ter uma perspectiva muito diferente do mundo. Ao deixarmos que todas as cores da vida penetrem em nós, tornamo-nos mais integrados.”

Fonte: http://www.osho.com/pt/iosho/zen-tarot/paradox

Atravesse passageiro, encontre-se no lado de dentro.

axis-mundi-ii1

“O esplendor de uma pessoa que descobriu tudo o que se passa dentro dela é extraordinário porque, ao se tornar consciente, tudo o que é falso desaparece e tudo o que é real desabrocha. Exceto isso, não existe qualquer transformação radical possível. Nenhuma religião pode lhe dar isso, nenhum messias pode lhe dar isso. É um presente que você tem que se dar”. Osho

“Sua Meditação Pessoal” por Eileen Caddy

11-outubro

Para quem gosta de consultar oráculos ou mensagens para o momento presente, o site da Eileen Caddy, fornece um instrumento para “Sua Meditação Pessoal”. As mensagens são de seu livro “Abrindo Portas Interiores – 366 Mensagens Diárias” que propõe reflexões, o encontro com o silêncio para a escuta interior e estimula o uso da intuição para se atingir o equilíbrio pessoal e manter-se no caminho do amor e da abundância.

Fonte: http://www.eileen-caddy.net/meditation.asp?lan=po

Sábio é aquele que não deixa… de ser aprendiz.

borboleta micro.jpg

quando sentir-se muito triste, vulnerável e sozinho…

quando nenhuma fé, nenhuma palavra, nada mais fizer sentido

quando o medo te tomar de assalto, te sucumbindo

e a vida lhe parecer o seu pior inimigo…

simplesmente beije-se, se abrace com carinho…

lembre-se de que você pode lhe dar amor

e você é seu mais valioso amigo.

nunca se está sozinho, quando nos acolhemos

e nos permitimos ser o próprio amigo…

o amor não exige nem condena, ele permite sermos livres…

livres de qualquer sentimento, sensação ou pensamento destrutivos

é o balsamo criativo, curativo e regenerativo… a energia pura em si.

A Fonte (Osho Zen Tarot)

“Quando falamos de estar “com os pés no chão” ou “centrados”, é desta Fonte que estamos falando. Quando damos início a um trabalho criativo, é com esta Fonte que nos sintonizamos.

Esta carta nos lembra de que existe um vasto reservatório de energia à nossa disposição. E que não é quando pensamos e planejamos que nos ligamos a ele, mas quando pomos os pés no chão, quando nos centramos, e quando permanecemos suficientemente em silêncio para que o contato com a Fonte possa se estabelecer. Ela está dentro de cada um de nós, como um sol pessoal, individual, proporcionando-nos vida e alimento. Energia pura, ela permanece pulsando, disponível, pronta a nos dar o que for que precisemos para realizar alguma coisa, e pronta também para nos acolher de volta em casa, quando quisermos descansar.

Recorra, portanto, à Fonte caso você esteja dando início a alguma coisa nova e precise de inspiração imediatamente, e caso você tenha acabado de finalizar alguma coisa, e queira descansar. Ela está sempre à sua espera, e você nem precisa sair de casa para encontrá-la.”

Fonte: http://www.osho.com/pt/iosho/zen-tarot/paradox/

“Já reparou numa mariposa à volta da luz?”

mariposa-na-luz

“atenção! a mariposa

adaptada a escuridão

quando vê uma chama

uma luz que brilha

logo voa ao redor dessa luz

rondando, rodopiando.

sente-se atraída

mas fica aficionada

e é desagradável, inquietante

é aprisionar-se na angústia do inalcançável.” Dostoiévski

a luz que irradia e ilumina…

a chama que aquece, transforma e liberta

nasce em si, na fonte de ti.

a borboleta, silenciosamente ensina:

não se desespere e não despreze

silencie, observe-se, esteja em si e desapegue.

Consciência (Osho Zen Tarot)

“A maioria das cartas deste naipe da mente ou é cômica ou é conturbada, porque a influência da mente na nossa vida é geralmente ridícula ou opressiva. Esta carta da Consciência, porém, apresenta uma imagem enorme do Buda. Ele é tão expansivo, que vai até além das estrelas, e o que existe acima da sua cabeça é o vazio puro.

Esse Buda representa a consciência que está ao alcance de todos os que se tornam mestres da sua própria mente, e que são capazes de utilizá-la como o instrumento que ela foi feita para ser.

Quando você escolhe esta carta, isso significa que agora já há uma luz cristalina disponível, independente, enraizada na tranqüilidade profunda que existe no âmago do seu ser. Já não há a vontade de entender as coisas sob a perspectiva da mente – a compreensão que você tem agora é existencial, inteira, em consonância com o próprio pulsar da vida. Aceite essa dádiva enorme, e compartilhe.”

Fonte: http://www.osho.com/pt/iosho/zen-tarot/paradox/

Esquizofrenia (Osho Zen Tarot)

“O personagem desta carta traz um novo significado à velha ideia de ‘estar entre a cruz e a espada’! Mas é precisamente nesse tipo de situação que ficamos quando nos deixamos aprisionar pelo aspecto hesitante e dualista da mente. ‘Devo deixar que meus braços se soltem e cair de cabeça para baixo, ou deixar que as minhas pernas se soltem, e cair de pé? Devo vir para cá ou ir para lá? Devo dizer sim ou não?’ E seja qual for a decisão que tomemos, sempre estaremos nos questionando se não deveríamos ter decidido do modo contrário. 

A única maneira de sair desse dilema é, infelizmente, soltar os dois extremos ao mesmo tempo. Desse impasse você não vai conseguir sair valendo-se de fórmulas, pesando os prós e os contras, ou tentando resolvê-lo de alguma outra forma com a sua mente. Melhor seguir o seu coração, se lhe for possível ter acesso a ele. Se não tiver, simplesmente salte – o seu coração começará a bater tão depressa que não haverá engano a respeito de onde ele está.”

Fonte: http://www.osho.com/pt/iosho/zen-tarot/paradox/