Conto Sufi: O tolo que era s√°bio

por aNūüĆźWa

Todos os dias o Mull√° Nasrudin ia at√© o mercado p√ļblico. As pessoas adoravam v√™-lo fazendo o papel de tolo, com o seguinte truque: mostravam duas moedas, uma valendo dez vezes mais que a outra. Nasrudin co√ßava a cabe√ßa e depois de um tempo, sempre escolhia a de menor valor.

A história correu pelas cercanias.

Todos os dias, algumas pessoas mostravam as duas moedas e todos da pequena multidão em volta riam e faziam pilhérias. Nasrudin sempre ficava com a de menor valor. Um dia, uma pessoa de aspecto muito sério, cansado de ver Nasrudin sendo ridicularizado daquela maneira, chamou-o a um canto, e disse:

‚Äď Sempre que lhe oferecerem duas moedas, escolha a de maior valor, que sempre √© a maior. Assim voc√™ bancar√° o esperto, ter√° mais dinheiro e os outros n√£o o considerar√£o um idiota.

Nasrudin lhe respondeu:

‚Äď Voc√™ tem raz√£o, mas se eu escolher a moeda maior, as pessoas v√£o deixar de me oferecer dinheiro, para provar que sou mais idiota que elas. Voc√™ n√£o faz id√©ia de quanto dinheiro j√° ganhei, aproveitando-me deste truque ‚Äď e acrescentou:

‚Äď N√£o h√° nada de errado em se passar por tolo, se na verdade o que voc√™ est√° fazendo √© inteligente.

An√ļncios