Conto Zen: Sem Palavras, Sem Silêncios

por a nOw aMe n t e

Um monge perguntou a Fuketsu: “Sem falar, sem silenciar, como vós podeis expressar a Verdade?”

Fuketsu replicou: “Eu sempre me lembro das primaveras no sul da China. Os pássaros cantam por entre as inumeráveis espécies de belas e cheirosas flores…”

Anúncios