“O Todo √© maior que a soma das Partes.”

por aNūüĆźWa

O conceito de Todo e Parte da Psicologia da Gestalt, diz que ‚ÄúO Todo √© diferente da soma das Partes‚ÄĚ. S√≥ o Todo pode trazer o significado, e o que revela o significado deste Todo √© a inter-rela√ß√£o das Partes.

De acordo com Ribeiro (1985), quando nos deparamos com algo, a nossa percepção o capta como um todo e a seguir percebemos suas partes. A forma como percebemos a parte e o todo vai depender da estruturação da nossa percepção. A experiência só chega até nós de modo completo, quando ela é experimentada como um todo, por mais que este todo seja apenas um esboço da realidade do ser.

Então, para se compreender este Todo, é necessário descobrir e conhecer a relação entre as Partes. Assim, percebemos que o todo é diferente da soma das partes, pois a percepção é determinada pelo caráter do campo como um todo, não é uma soma, nem produto das partes, é uma realidade. O Todo que determina as Partes.

Um exemplo de Parte e Todo √© uma orquestra sinf√īnica, quando escutamos cada instrumento separado (parte) √© diferente de quando escutamos a orquestra inteira (todo), cada instrumento (parte) tem a sua particularidade, sua beleza e sua fun√ß√£o, mas quando ouvimos a orquestra (todo) temos outra percep√ß√£o, n√£o ouvimos mais o som de cada instrumento, mas sim um conjunto, um Todo composto de Partes.

Fonte: Gestalt em Movimento

Gravura de M.C. Escher

An√ļncios