Conto Zen: Pó

por a n➐w ame n t e

Chao-Chou (Joshu) certa vez varria o chão quando um monge lhe perguntou:

“Sendo vós o sábio e santo Mestre, dizei-me como se acumula tanto pó em seu quintal?”

Disse o Mestre, apontando para o pátio:

“Ele vem lá de fora.”

Anúncios