Conto: O melhor momento

por a n➐w ame n t e

O velho sábio seguia pela estrada com seu jovem discípulo. Chegado à beira do rio, assentou-se à sombra. Alcançou uma cumbuca ao jovem, ordenando: “Vá ao rio e me traga um pouco de água fresca.”

Quando o menino chegou às águas, aproximaram-se rapidamente alguns cavaleiros, cruzando o rio no momento em que o jovem ali estava. A água outrora calma e límpida, agora se tornou turva. O discípulo – pronto para agradar o seu mestre – viu a oportunidade perdida, ajoelhou-se e começou a chorar. O sábio observava a situação à distância. Mesmo sabendo o que estava acontecendo, chamou o menino e pediu que lhe contasse o que se passava no seu coração. O discípulo disse que queria agradá-lo, mas não conseguiu por causa do tropel dos cavalos. “Apenas aquiete-se e reflita”, disse o velho.

Passaram-se alguns minutos, ele novamente determinou: “Vá agora e me traga a água.” Então, o jovem cumpriu com êxito sua missão. As águas do rio estavam calmas e límpidas.

O mestre emendou sua lição: “Na vida é assim… Às vezes está tudo tranquilo… Noutros momentos, bem agitado… Mas, não devemos nos estressar. Basta esperar um pouco… Tudo se acalma novamente.”

Anúncios