Poemas de Nietzsche

por EM SI: LUGAR DE GRAÇA

Ecce homo

Sim, bem sei donde provenho
Insatisfeito, como chama em seco lenho,
Vou ardendo e me consumo,
Tudo o que toco faz-se luz e fumo,
Fica em carvão o que foi minha presa:
Sim, sou chama com certeza.

Canção da embriaguez

Ó HOMEM! ATENÇÃO!
QUE DIZ A FUNDA MEIA-NOITE?
‘ESTAVA A DORMIR, A DORMIR -,
DE UM SONHO FUNDO ACORDEI: –
O MUNDO É FUNDO,
E MAIS FUNDO DO QUE O DIA PENSAVA
FUNDA É A SUA DOR –
A ALEGRIA – MAIS FUNDA AINDA QUE O PESAR:
A DOR DIZ: PASSA E MORRE!
TODA A ALEGRIA, PORÉM, QUER ETERNIDADE -,
QUER FUNDA, FUNDA ETERNIDADE.”

Para quem souber dançar

GELO LISO,
UM PARAÍSO
PARA QUEM SOUBER DANÇAR.

 

Fonte: Revista Pandora Brasil –  Edifícios e Nuvens: Filosofia e Poesia de Friedrich Nietzsche