a n➐w ame n t e

T O D O S O U ♾ UM : OM E S M O U T R O

Mês: setembro, 2017

“Presença de Rosa”

naturalMente manancial…

doceMente cristalina…

simplesMente rio, lagoa…

claraMente cachoeira…

 

águas do amor

nascente da vida

presença de avó

natureza feminina

amada rosa, rosa linda…

 

*Homenagem a minha avó Rosalina.

Anúncios

Água Doce Lar

oxum

om

um

oxum

Conto Zen: O monge e o samurai

Certo dia, um samurai, que era um guerreiro muito orgulhoso, veio ver um monge budista. Embora fosse muito famoso, ao olhar o monge, sua beleza e o encanto daquele momento, o samurai sentiu-se repentinamente inferior.

Ele então disse ao monge: – “Por quê estou me sentindo inferior? Apenas um momento atrás, tudo estava bem. Quando aqui entrei, subitamente me senti inferior e jamais me sentira assim antes. Encarei a morte muitas vezes, mas nunca experimentei medo algum. Por quê estou me sentindo assustado agora?”

O monge falou: – “Espere. Quando todos tiverem partido, responderei.”

Durante todo o dia, pessoas chegavam para ver o monge, e o samurai estava ficando mais e mais cansado de esperar. Ao anoitecer, quando o quarto estava vazio, o samurai perguntou novamente: – “Agora você pode me responder por que me sinto inferior?”

O monge o levou para fora. Era uma noite de lua cheia e a lua estava justamente surgindo no horizonte. Ele disse: – “Olhe para estas duas árvores, a árvore alta
e a árvore pequena ao seu lado. Ambas estiveram juntas ao lado de minha janela durante anos e nunca houve problema algum. A árvore menor jamais disse à maior “Por quê me sinto inferior diante de você? Esta árvore é pequena e aquela é grande – este é o fato, e nunca ouvi sussurro algum sobre isso.”

O samurai então argumentou: – “Isto se dá porque elas não podem se comparar.”

E o monge replicou: – “Então não precisa me perguntar. Você sabe a resposta.
Quando você não compara, toda a inferioridade e superioridade desaparecem. Você é o que é e simplesmente existe. Um pequeno arbusto ou uma grande e alta árvore, não importa, você é você mesmo. Uma folhinha da relva é tão necessária quanto a maior das estrelas. O canto de um pássaro é tão necessário quanto qualquer grande orador, pois o mundo será menos rico se este canto desaparecer. Simplesmente olhe à sua volta. Tudo é necessário e tudo se encaixa. É uma unidade, ninguém é mais alto ou mais baixo, ninguém é superior ou inferior. Cada um é incomparavelmente único. Você é necessário e basta. Na natureza, tamanho não é diferença. Tudo é expressão igual de vida.”

É o que Há: Amar. É o que É: Agora

feliz cidade

Ansiedade é chegar saindo da cidade…

Pânico é a parada obrigatória, sem retorno a cidade…

Depressão é seguir na contramão da feliz cidade…

O vazio cheio de atalhos para o lugar nenhum… que sem sal a salgada saudade…

O equilíbrio e-feito borboleta… possibilidades pro caminho do céu coração…

Uma dose de coragem e metAMORfose… a feliz cidade habita em você… encontre-se no agora de qualquer presente.

Assim, nem longe, nem perto: Em Si.

Tudo passa e ensina todo aprendiz.

prevenir é encorajar-se… preservar é desapegar-se…

e aqui-agora está… a verdade é presença…

façamos desta constante passagem… uma presente travessia.

p E G O & d e s a p E G O

com amor

sem paixão

compaixão

Nós Somos Laços

perdão nós damos…

gratidão nós temos…

compaixão nós respiramos…

nós, somos laços…

unindo… constante ao contínuo...

OM a b r a ç OM

ser

deserto

ser

de perto

ser

desperto

ser

“Ser Tempo”

um ponto. mudo sentido.

uma vírgula, sentidos mudo.

sem pontuação

mudo

sentidos…

Conto Zen: O melhor guerreiro

samuraii

Um jovem samurai perguntou ao seu mestre: “Como me torno o melhor guerreiro?”

O mestre respondeu: “Estás vendo aquela pedra ali? Então, vai até a pedra e a xingue bastante.”

O jovem foi, xingou a pedra, e retornou ao mestre.

“O que foi que ela fez?” O mestre perguntou.

“Nada!” Respondeu o jovem:

Então, o mestre disse: “Pega tua espada e ataque ela, com vários golpes.”

O jovem destruiu a espada contra a pedra, retornou ao mestre e falou: “Nada Aconteceu!”

Disse então o mestre: “Para seres o melhor guerreiro, tens que ser como aquela pedra, teres a firmeza (a consciência) de não reagir diante de atos e palavras, e te tornarás imbatível…”