Uma história para a nossa Criança

por EM SI: LUGAR DE GRAÇA

Aventuras de uma gota d’água

Carolina ficou muito surpresa quando uma gotinha d’água do mar, colhida num vidro, começou a conversar com ela. Passado o susto, a gotinha começou a contar todo o percurso de sua vida, desde o momento em que nasceu.

— Eu nasci numa nuvem, no céu, no meio de milhões de outras gotinhas. Nós nascemos muito pequeninas e só juntando-nos umas às outras é que nos tornamos grandes. Uma porção de gotas irmãs, caindo juntas de uma nuvem, forma a chuva…

A gotinha continuou:

— Depois que as gotas atingem o chão, elas têm três caminhos a seguir: ou evaporam, ou se infiltram no solo ou escorrem para as partes mais baixas, onde formam os riachos e rios.  

— E você escolheu qual caminho? perguntou Carolina.

— A gente não escolhe. Depende de onde caímos. Eu tive sorte de cair na mata sobre umas folhas. Escorreguei para o chão, penetrei na terra e fiz uma longa viagem pelos lençóis freáticos, pelas nascentes, pelos rios até chegar ao mar.

Carolina ficou pensativa e perguntou:

— E o que vai acontecer agora?

— Tudo na natureza se faz em ciclos. Eu cheguei ao fim do meu ciclo, aqui na terra, e não posso ficar parada. Na verdade, esse ciclo da água – continua, e eu, evaporando aqui desta água que você recolheu do mar, volto às nuvens, para renascer como uma nova gota de chuva. Samuel Murgel Branco

“Aquilo que está em cima é como aquilo que está embaixo”. “Essa lei é importante porque nos lembra que vivemos em mais que um mundo. (…) Na menor partícula existe toda a informação do Universo.” Lei da Correspondência – Hermes Trismegisto