Um Sol Coração

Onde a vida está? Onde tu és?

Tudo em seu Tempo, tu És o Tempo.

lagarta

A lagarta não está perdida, está buscando o caminho…

No casulo, a lagarta não está presa, está conhecendo o caminho…

A borboleta é a lagarta… que atravessou as sombras em si escondidas… desvelou, reconheceu que é no corpo e na terra por onde se anda, semeia, se alimenta, aonde doa-se e cultiva… o mesmo lugar onde se aterrissa… ao voar pelos ares, pelo céu coração, pela leveza da vida…

Pois a borboleta integrou em si a lagarta com seu casulo… compreendeu, elevou e desapegou-se ao fluir com a fonte…

Fez da luz e escuridão o ser num só coração… com a eterna e infinita nascente que nos respira… eis a autorrealização do amor, da consciência universal que nos vivifica…

Conto: Ter equilíbrio?

Um famoso equilibrista, artista que conseguia equilibrar-se em situações difíceis, que andava por uma corda suspensa a grandes alturas, desafiou um velho sábio para andar sobre a corda e provar quem de fato tinha mais equilíbrio.

O velho sábio aceitou o desafio. E no momento tão esperado pelo artista, o velho pediu para que o equilibrista subisse na corda primeiro.

No instante em que o equilibrista subiu na corda bamba, o velho subitamente puxou os pés do artista, que desprevenido caiu direto no chão.

Furioso com o velho, o equilibrista esbravejou:

“Você enlouqueceu? Quer me matar? Você não é sábio coisa nenhuma! Você é só um velho trapaceiro… que não tem equilíbrio o suficiente para atravessar esta corda bamba!”

Sorrindo, o velho sábio respondeu:

“Você é artista e coisa nenhuma. Você é um equilibrista ainda sem equilíbrio, mas que anda sobre a corda bamba…”

adriaNOWamente

 

*Imagem do filme: “A Travessia” (The Walk)