Conto Zen: A gargalhada Zen

por EM SI: LUGAR DE GRAÇA

Uma bela noite, um mestre foi passear pelas montanhas. Era uma linda noite de verão, e quando o sábio estava na beira de uma escarpa, as nuvens descobriram a lua e a névoa dissipou-se.

O velho sábio pôde então ver o vale iluminado pela lua, numa visão incomparável …
Olhando tanta beleza, o mestre repentinamente começou a dar gostosas gargalhadas. Seu riso foi tão alto que os ecos reverberaram por toda planície. No dia seguinte, os habitantes das aldeias próximas da montanha comentavam entre si:
“Ontem à noite ouvi gargalhadas! Não sei de onde vinham.” – disse um aldeão.
“Sim, eu também ouvi! Isso é misterioso!” – replicou outro. Um monge ouviu os comentários e disse: “Não há mistérios. O som que ouvistes foram do mestre, rindo nas colinas. O Som da alegria é como a vida: não encontra fronteiras, e todos podem ouvir.”