Conto: Comunicações

por EM SI: LUGAR DE GRAÇA

“Certo dia, Deus quis comunicar-se com um homem. E o chamou pelo nome uma, duas, três, cinco vezes, mas o homem não o ouviu.

Deus alterou a voz. E o chamou outra vez, sete vezes. Não foi ouvido.

Então, Deus o segurou pelo braço. Mas o homem, distraído, nada sentiu e continuou seu caminho.

Deu pôs-se à sua frente, dizendo:

– Ei, eu estou aqui. Preciso falar-lhe.

O homem, preocupado com as coisas da vida e da morte, ainda desta vez não o viu. E apenas certo dia, Deus quis comunicar-se com um homem. E o chamou pelo nome uma, duas, três, desviou-se um pouco do caminho.

Mas Deus não desistiu. Pulou à sua frente, agitando os braços e as pernas, fazendo caretas e macaquices, dançando e cantando. Era um palhaço divino. Porém, o homem, apressado, não se deteve e sequer sorriu. Vinha distraído e não o viu.

E Deus esticou a perna à sua frente: O homem nela tropeçou e caiu, reclamando:

-Maldita pedra!

E continuou pela estrada.”