“A lua aparece quando as águas se acalmam”

por EM SI: LUGAR DE GRAÇA

lua

“Sentar não cria verdade,

meditar não produz insight,

assim como cheirar uma flor

não produz sua fragrância.

O perfume da rosa está aí.

Acalmamos para observar o desdobrar

e o florescer da sua natureza.

Acalmar e observar

a mera respiração permite

que a realidade do Agora revele sua natureza.

Sentar quietos nos dá a oportunidade

de testemunhar a revelação da verdade.

A lua aparece somente quando as águas se acalmam.”

 

* Texto extraído do Ebook: A lua aparece quando as águas se acalmam– Reflexões sobre o Dhamma – Ian McCrorie

∞ Sugestão de Biblioteca: OlharBudista.com – Livros, E-books e Weblivros