Caí. E de novo caí em Si.

por EM SI: LUGAR DE GRAÇA

“Esqueça as curvas da estrada de Santos. Desarme as armadilhas, não me peça explicação. Esqueça o roteiro, não pergunte que horas são, eu não sei.”

Com o desconhecido… aprendo a me conhecer…

Com a pedra… aprendo a me lapidar…

Com a perda… aprendo a não me perder…

Com a derrota… aprendo a deixar ir…

Com o fim… aprendo a deixar vir, enfim, a manhã seguinte…

 

“Se tu quiseres saber quem eu sou. Me dá a tua mão. Vem viver, vem lutar lado a lado. Vem aprender a ganhar e a perder lado a lado. Do meu lado. Me dá a tua mão. Me proteja e terás proteção. Minha mão, meu irmão.” Humberto Gessinger