No centro, o aberto.

por EM SI: LUGAR DE GRAÇA

No caminho do silêncio…

A voz que se escuta

É a do coração.

A imagem que se vê

É a da intuição.

E aquilo que se encontra

É nada mais que o todo… impermanente.