Ser Florescência

por EM SI: LUGAR DE GRAÇA

É com paixão e compaixão… “Saber sofrer, saber calar… Saber se abster, saber morrer”… Ser mago… Ser é pura magia…

A inspiradora parábola das flores sem perfume

Somos flores… A crescer, desabrochar e perfumar…

Mas para vir a exalar o ar da graça… Ver se desvendando… Realizar-se nesta graça…

A existência nos provoca, nos convida, nos testa, nos desafia…

A conhecer a própria natureza, a investigar os mistérios e leis da vida…

Possibilitando por experiência e transformação… Desdobrar todas as pétalas… Até então, não reconhecidas…

Está na cara, de corpo e alma… Que é perene impermanência…

Não se descobre e libera o essencial sem metamorfose, sem a florescência…

Exalar o perfume interior, realizar-se flor de amor… É em si uma alquimia…

Recebe-se a vida… logo, um propósito, uma missão implícita… A jornada, o mito, a saga é descobrir-se o sentido da vida… Devolvendo o que se recebeu… Dando a vida à vida…

A condição é tornar-se incondicional…