Um Sol Coração

Onde a vida está? Onde tu és?

Conto Zen: O cego e a lanterna

Quando saía da casa de um amigo tarde da noite, um homem cego recebeu deste uma lanterna. O cego disse, surpreso:

“Sou cego. De que me vale levar uma lanterna?”

“Sei disso, mas como vais caminhar no escuro, a lanterna evitará que outras pessoas esbarrem em vós,” disse o solícito amigo, acendendo a vela dentro da lanterna.

O homem partiu levantando a lanterna à sua frente. Confiante no fato de que ela evitaria acidentes com outras pessoas, ele caminhou sem medo ou relutância ao longo da estrada. Nunca ele se sentiu tão confiante, sabendo que a lanterna era um eficiente aviso de sua presença no caminho.

Entretanto, para sua completa surpresa, de repente alguém esbarra fortemente nele, que cai ao chão. Irritado com isso, o cego grita:

“Não podeis ver uma lanterna aproximando-se?! Com certeza és mais cego do que eu!!!”

Mas o outro homem disse confuso:

“Mas como poderia ter visto uma lanterna apagada nesta noite escura?”

Todo aquele tempo o cego carregava a lanterna inutilmente, pois a vento tinha apagado a vela há muito…

 

Meu insight do momento: Somos lanternas, preparando-se para acender a vela. Somos lanternas, prontos para acender a vela. Somos lanternas com a vela acesa. Nada temos, por isso mesmo, ter fé na vela que ilumina o caminho da lanterna.

Flor de Criança

Em si, flor inocência… Pura e perene essência de criança… Aflora, deixe aflorar… Reatando sua divina aliança…

Imagem relacionada

A Verdade é… uma semente de flor a brotar e crescer…

A Verdade é… uma flor a desabrochar e exalar o seu perfume…

A Verdade floresce… no encontro do princípio vida com a finalidade ser…

Em verdade… somos sementes do mais belo jardim… sempre a florescer…

Resultado de imagem para flor de lotus maravilhosa

“Não se pode fugir da Verdade, pois ela vai estar em cada passo de seu caminho.”

Ser o melhor de si: ser.

Como se vive nos define.

Resultado de imagem para reerguer-se

Quando “a casa cai”… nos sentimos vazios… mas se deste esvaziamento nos reerguemos, tirando pouco a pouco os escombros… descobrimos em verdade, que caímos em si… inauguramos uma… ou ampliada liberdade de ser…

 

Uno ao caminho. Uno caminho.

Uma escolha, tantas renuncias.

Imagem relacionada

Fazem nada:

Zen nada faz.

 

A impermanência das coisas. As coisas como são. “Em última instância, nada é obtido.”