“A lua aparece quando as águas se acalmam”

por EM SI: LUGAR DE GRAÇA

lua

Precisamos começar por onde estamos

não por onde desejamos estar.

Pois onde desejamos estar

é estarmos felizes onde estamos.

 

Podemos estar no inferno

mas se formos pacientes

e permitirmos ao inferno apenas ser infernal

então esse equilíbrio da mente,

esse contentamento tranquilo,

transforma inferno em paraíso.

 

A diferença de um dezesseis avos de polegada

entre paraíso e inferno

é equanimidade.

 

* Texto extraído do Ebook: A lua aparece quando as águas se acalmam– Reflexões sobre o Dhamma – Ian McCrorie