EM SI: LUGAR DE GRAÇA

DÊ PAZSAGEM.

Mês: setembro, 2019

“Amigo, este é o único caminho”

“Amigo, este é o único caminho” por Sachal Sarmast

Resultado de imagem para caminho sufi

Amigo, este é o único caminho

para aprender o caminho secreto:

Ignore os trajetos dos outros,

mesmo as trilhas íngremes dos santos.

Não siga.

Nem viaje mesmo.

Rasgue o véu do seu rosto.

 

* Fonte: Ebook 100 Grandes Poemas da Índia

Anúncios

“A dança de Shiva”

“A dança de Shiva” por Hoshang Merchant

Resultado de imagem para dance of shiva

Ao pé da minha cama, Shiva dança

sua perna esquerda por cima de sua cabeça

seu, cabelo, fogo, fio sagrado, tornozelo no ar

Na minha cama

ele e eu nos tornamos um pilar

Curvando-nos à oração

Difícil separar deus e suplicante

confluenciamo-nos um no outro

enquanto isso Deus faz a sua própria dança

Tornando o pobre, rico

O velho, jovem de novo

A noite, dia

A nuvem, chuva

 

 

E-book 100 Grandes Poemas da Índia

Fonte: autores, D. (2018). 100 Grandes Poemas da Índia. Cadernos De Literatura Em Tradução, (19), 31-141. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/clt/article/view/144659

“Troca”

“Troca”por Rabindranath Tagore, poemas de “Puravi”. [tradução Cecília Meireles].

Resultado de imagem para lama lotus
ELA me trouxe flores de alegria
eu tinha comigo
os frutos da minha tristeza.

Quem sairá perdendo,
perguntei-lhe,
se trocarmos?

Encantada e risonha,
ela disse:
“Então troquemos:
minha grinalda é tua
e aceitarei
teus frutos de sofrimento”.

Olhei para o seu rosto
vi que era de uma beleza
implacável.

Bateu palmas, alegre,
e apanhou
minha cesta de frutos
enquanto eu suspendia sobre o coração
sua grinalda de flores.

Ganhei,
disse ela sorrindo
e retirando-se
logo.

O sol subiu
para o alto do céu
e fazia muito calor.

No fim do dia
sufocante
todas as flores murcharam
e perderam as pétalas.

Somos veneno e antídoto.

Ignorância é veneno.

20190926_153940

Estamos no caminho

Quando estamos em si.

Onde estamos? Onde está?

 

Conhecimento é antídoto.

“Cançãozinha para Tagore” – Cecília Meireles

Suas plantas e rosas crescerão mais rapidamente e mais lindas com este simples fertilizante caseiro

Cançãozinha para Tagore

Àquele lado do tempo
onde abre a rosa da aurora,
chegaremos de mãos dadas,
cantando canções de roda
com palavras encantadas.

Para além de hoje e de outrora,
veremos os Reis ocultos
senhores da vida toda,
em cuja etérea Cidade
fomos lágrima e saudade
por seus nomes e seus vultos.

Àquele lado do tempo
onde abre a rosa da aurora
e onde mais do que a ventura
a dor é perfeita e pura,
chegaremos de mãos dadas.

Chegaremos de mãos dadas,
Tagore, ao divino mundo
em que o amor eterno mora
e onde a alma é o sonho profundo
da rosa dentro da aurora.

Chegaremos de mãos dadas
cantando canções de roda.
E então nossa vida toda
será das coisas amadas.

* Cecília Meireles em “Poemas escritos na India em 1953”. Rio de Janeiro: Livraria São José, 1961.

“Prisioneiro”

“Prisioneiro” por Rabindranath Tagore – Livro: Gitanjali – Oferenda Lírica

Resultado de imagem para Gitanjali flor

“Prisioneiro, contai-me quem foi que te prendeu?”

“Foi meu mestre” respondeu o prisoneiro, “Pensei que poderia assombrar o mundo com meu poder e riqueza, e acumulei em meu cofre o dinheiro que pertencia a meu rei. Vencido pelo sono deitei-me no leito que estava preparado para meu senhor e, quando acordei, encontrei-me preso em meu próprio cofre”.

“Prisioneiro, contai-me quem foi que forjou essa inquebrantável corrente?”

“Fui eu mesmo”, disse o prisioneiro. “Fui eu que forjei cuidadosamente essa corrente. Pensei que poderia prender o mundo com meu invencível poder, e que isso poderia me deixar em imperturbável liberdade. Noite dia trabalhei nessa corrente com fogos terríveis e duras e cruéis marteladas. Quando terminei o trabalho e os elos estavam completos e inquebráveis, descobri que a

corrente acorrentava a mim mesmo.”

“Flor de Lótus”

“Flor de Lótus” por Rabindranath Tagore

Resultado de imagem para flor de lotus tagore

“No dia em que a flor de lótus desabrochou
A minha mente vagava, e eu não a percebi.
Minha cesta estava vazia e a flor ficou esquecida.
Somente agora e novamente, uma tristeza caiu sobre mim.
Acordei do meu sonho sentindo o doce rastro
De um perfume no vento sul.
Essa vaga doçura fez o meu coração doer de saudade.
Pareceu-me ser o sopro ardente no verão, procurando completar-se.
Eu não sabia então que a flor estava tão perto de mim
Que ela era minha, e que essa perfeita doçura
Tinha desabrochado no fundo do meu coração.”

* Fonte: RevistaProsaVersoeArte.com

 

caminho rUMo ao centro

“Caminhada Rumo ao Centro” – por Aria

Resultado de imagem para rumo ao centro do ser

“Parada num ponto me encontro

incomodada dividida passo a pensar

é preciso decidir, é preciso caminhar

um passo de cada vez até ao centro chegar.

Deixo tudo para trás

viro à direita, viro à esquerda

nada me impede, nada me assusta

sigo segura pelo caminho que decidi trilhar.

Um passo aqui, outro acolá,

o caminho é seguro, não preciso parar

caminho em paz, sem olhar para trás

só o centro é o que busco

só o centro satisfaz.

No centro me encontro

no centro permaneço

parada num ponto percebo:

inteira, preciso voltar.

Viro à esquerda, viro à direita

nada me impede, não posso parar

caminho para o mundo

destinada a realizar.

Consciente posso compreender

que a vida é uma busca

da realização do nosso ser

é preciso Reconciliar, é preciso Viver.”

 

Fonte: sca.org.br

É preciso, precioso.

Irradiando amor. Exalando paz. Florescendo a rosa.

É preciso aceitar

Que se está onde

É preciso estar

Caminho em ti agora.

 

Descubra em si. Ouça aquela que é em ti. Segue com ela, os sinais dela… Amada alma, alada sã consciência…

No caminho das pedras, o rio flui…

Responsável pelo cultivo, pela colheita… Responsável pela escolha…

Resultado de imagem para caminho do rio

Todos os caminhos… levam a um só lugar… Mais cedo ou mais tarde… Todos os rios… encontram um aberto mar…

Olhe para o espelho, observando o que vê… como você enxerga aquele que vê… feche os olhos e veja-se com a visão de coração… reconheça o que há… deixando seus preconceitos, abandonando seus julgamentos, desfazendo suas justificativas, desconstruindo envelhecidos padrões dogmáticos, enrijecidos, dissolvendo aqueles destrutivos pensamentos… é preciso realizar a autodescoberta e o autoconhecimento… preciosa é a metAMORfose do (des)humano em ser humano…

Escolhendo as sementes… Cultivando em si o que deseja colher… Escutando em silencio o que o céu coração tem a dizer…