Um Sol Coração

Onde a vida está? Onde tu és?

Categoria: p e n s A t o s

Aguar

river

fluindo
com o rio
florindo
sorrindo
rio de si

Em princípio e fins, Somos a gota d’água.

lago paz

a pessoa que há tempos,
administra o desequilíbrio…
perde seu brilho, vive assombrada,
e procura desesperadamente,
controlar outras pessoas,
e o mundo ao seu redor,
para suportar o descontrole em sua vida.
mas o mundo está girando…
tudo o que existe está se transformando,
ficar parado na superfície,
dá vertigem e desequilíbrio…
e ficar controlando ao incontrolável,
leva ao total descontrole do indivíduo.
é interior, no centro de si,
que se equilibra e observa-se…
tranquilidade é estar centrado, na fonte,
calmamente com os pés no chão,
com o coração feito compaixão…
paz é o silêncio do lago, em si pacificado.

o estado de meditação, oração, contemplação, gratidão…

Doar-se, estado de gratidão…

art

doar é ter permitido
doar é ter recebido
doar é ter assumido
doar é ter gratidão…
é ser amor no coração
a criança no sábio ancião.

Ulterior é Paz Interior

Jean-Yves Leloup

no silêncio…
estamos com
a consciência.
ser consciente…
é estar no silêncio,
mesmo em meio ao caos.

Fluir para a Fonte em Si

zen

um dos belos e sagrados presentes…
que o mistério do amor pode nos proporcionar,
não são as ondas de paixões que nos fascinam,
mas o caminho do desapego, o lago sereno,
que nos conduz para o encontro consigo mesmo…

no oceano translúcido, que transparece paz.

Comentários sobre oração de Francisco de Assis

francisco de assis

É dando que se recebe

Dar de coração é doar a verdade (aquilo que é) em si,

Ser o canal (a presença) por onde o amor flui e realiza.

“Ser filho de deus, pela presença do espírito santo”.

E não há expectativa de receber,

Uma vez que realizar esta legítima e divina atitude,

É ter aceito, recebido a verdade em si e manifestado o amor no coração,

E sentir-se em estado de graça e gratidão.

“É perdoando que se é perdoado”

Seja, realize aquilo que deseja ser em si: livre, em paz.

A realidade é aquela você que cria, muda e realiza: é aberta, fluida.

Ser o exemplo é a forma de ser aquilo que o sábio é: autoconsciente.

“E é morrendo que se vive para a vida eterna”

É discernindo o ilusório/egóico (apegos, aversões, ignorância) do verdadeiro/eu sou (desapego, compaixão e sabedoria).

Deixando aquilo que é perecível, mutável, efêmero…

Ou seja, desapegando e fluindo com aquilo que é vívido, presente, perene,

Que se vive naquilo que se renova (fonte em si), renasce (amor em si), que te transforma naquele que é (paz em si), a presença além de ti.

Ser livre é unir a inocência da criança com a sabedoria do ancião,

Integrar a passividade do feminino (lua) com a atividade do masculino (sol),

Realizar a síntese das diferentes dualidades em si, se autoconhecendo no viver e conviver é ser aquele que é: inteiro… harmonia inteiramente conectada com o todo.

Viver daquilo que traz paz é superar diariamente aquilo que em nós impede a paz

Agindo enfrento os medos,
Agindo supero em si obstáculos,
Agindo aprendo com os erros,
Agindo e reagindo por diferentes recomeços.
Agindo posso encontrar a reação da minha verdadeira intenção.
Agir ciente da intenção,
Atravessando toda e qualquer negação,
Engendrada pelas vozes, vultos, medos, crenças e descrenças da egóica ilusão.
Sentir-se realizado com a inevitável reação das minhas próprias ações.
Faça e refaça, estamos sempre na estrada da vida, basta pegarmos carona com a coragem, em companhia da humildade, pilotando o autoconhecimento…
Montado no automóvel invisível, intuitivo, que em si transparece
Que harmoniza a luz com as sombras,
Por vezes, nomeada de consciência…
Viva a autoconsciência… o portal para a consciência universal.

Ser livre, espontânea reciprocidade

borbo

respeito é o limite que liberta…
responsabilidade é o eterno caminho da liberdade.

Vida da Vida

Deixa ir
Deixa vir
Deixa ser
Deixa que a vida seja
A vida é
Somente esteja com ela

.

O verdadeiro

Presente da vida

É agora…

Agora existo

Sonho e realizo.