Um Sol Coração

Onde a vida está? Onde tu és?

Categoria: p e n s A t o s

Autoconsciência é Universalizar

sonhar
o propósito é “dê o seu melhor”…
dar aquilo que vivifica e revitaliza,
é inocência com sabedoria,
e se alguém não receber, dê a outro,
pois este ainda está se negando.
se alguém recebe mas não compartilha,
este ainda está se apegando.
mesmo assim o seu propósito está se realizando.
realize o propósito que é princípio,
são diferentes desafios,
e são diversas realizações,
mas serão sempre aquele propósito,
aberto, fluido, puro… o eterno princípio.

Vida – Harmonia Circular

meditacao

por ser aberta…
a fonte flui constantemente.
se estamos fechados
o que é vívido está fora
a vida passa no exterior
feito um teatro itinerante.
ao sermos abertos…
a vida passa por dentro
o vívido flui no interior
e confluímos…
sem mais dualidades
feito contemplação e desapego,
exalando o essencial amor.

É abstrata a realidade última

milky-way-man

é o medo e não ódio,
o oposto do amor.
o medo nos leva ao apego.
e é no desapego que o amor existe,
esta fluidez que a nada resiste…
e conflui com tudo o que é vívido,
fluido eterno e infinito…
por qualquer finito e efêmera realidade,
a mais pura verdade:
o vazio, o todo, o princípio.

Pura-mente Vazio

imã

no silêncio há paz.
na tolerância há paz.
na paciência há paz.
na presença há paz.
em si há paz…
quando desapego do ego.
paz é equilibrar-se:
“alegria sem euforia e
tristeza sem depressão”.

Amar é domar o medo.

agua

Medo de perder o controle.
Medo de perder as posses.
Medo de perder as certezas.
Medo de perder as garantias.
Medo de perder as amarras.
Medo de perder as vendas.
Medo de perder as ilusões.
Medo de amar e perder-se no amor,
Pois amar é desapegar.
O apego é medo,
Medo de perder… o ego,
Para o desapego.
Dome o medo, desapegando…
É para doido? É paradoxo.

 “Posso me enganar, mas não posso mais mentir.”

 

rosas

Se existo… há no mínimo,

Um essencial motivo, realizar-se.

E aquele ou aquilo, que nos faz existir,

Está em mim, comigo, além de mim, em todos, no todo.

É jogando este jogo… discernindo o trigo do joio,

Que reencontro a fonte, em qualquer horizonte,

Que eu esteja plenamente presente,

O presente sob a presença.

Encontrar o que nunca está perdido.

integração

a prática leva à sabedoria,
mas que prática? prática do desapego.
e para desapegar de algo visível ou invisível…
investigamos todos os apegos que temos.
desvendá-los, assumi-los e dissolve-los.
é questão de tempo, coragem, paciência e muita humildade,
pois serão muitas quedas e falsas elevações.
por vezes, estamos mais enganados do que imaginamos,
e noutras, estamos mais lúcidos do que julgamos.
no caminho, a caminhada é em parte…
aumentar a bagagem, o conhecimento, entendimento e experiência,
noutra parte, é deixar tudo o que trouxe…
e o que te trouxe até o presente momento,
para que compreenda o real sentido do desapego, do existir…
sentir em si a essência da vida,
e integrar-se com a presença do vivo no agora.
não há dogmas, há princípios.
não há certezas, há o mistério.
não há garantias, há a verdadeira vontade.

e não é ponto final, é ponto de encontro.

Despertar para o Caminho em Si

amar-se

sábios, mestres, avatares são salvadores do mundo,
do mundo deles, mundo do qual existiram (ou existem).
se realizarmos a paz…
se estivermos em harmonia,
se curarmos as próprias enfermidades,
salvamos o mundo…
que é a nossa realidade.
o mundo é a realidade em que vivo.
quanto mais pessoas…
solucionarem seus dilemas na realidade interior,
maior será a harmonia na realidade exterior.
um mundo melhor…
são pessoas sendo o melhor delas,
e não o melhor que o mundo oferece para elas.
cada um deve saber de si,
cada um deve ser em si,
aceitar-se e compreender-se.
e não devemos nada…
quando damos o nosso melhor.
o desafio-propósito é desvendar o que é “seu melhor”.

sejamos heróis da própria existência…

encontrando os aliados e realizando a fonte em si.

Despertar da Consciência

BORB

escutar a verdade…
mesmo quando ouço mentiras.
enxergar a verdade…
mesmo quando vejo ilusões.
enxergar e escutar através…
é atravessar em ti os véus,
estando em si, nos céus.

Sorriso… o rio em ti.

a-alegria-de-ser-irmãos

rir de si
em princípio
e fins é
salvar-se