A n o v a M e n t e

T O D O S O U O UM : OM E S M O U T R O

Conto Zen: Samsara

O monge perguntou ao Mestre:

“Como posso sair do Samsara (a Roda de renascimentos e mortes)?”

O Mestre respondeu:

“Quem te colocou nele?”

Esvaziar-se até Ser o Si

Lake_mapourika_NZ

praticar

o zen

tem me

feito bem.

o tao viver

aqui no agora

é ser o presente.

 

 

In-Vista em AutoConhecer-Se

A n d o

investI n d o

instigA n d o

investigA n d o…

mas o passo seguinte

é sempre ser agora.

Zen, nem mais nem menos…

vivenciar

a complexidade

do ser

na simplicidade

de viver

dia a dia.

( 0 E 1 )

dê fins

ao princípio

sendo

inteiramente

o meio.

Conto Zen: Está no cotidiano

Joshu perguntou a Nansen: “Qual é o Caminho?”

Nansen disse: “O dia a dia é o Caminho”.

“Pode ele ser estudado?” perguntou Joshu.

Nansen disse: “Se tentares estudá-lo, irás estar muito longe dele.”

Joshu replicou: “Se não posso estudá-lo, como posso entender o Caminho?”

Nansen completou: “O Caminho não pertence ao mundo da percepção, nem Ele pertence ao mundo da não-percepção. A cognição é delusão e a não-cognição é sem sentido. Se desejais alcançar o Verdadeiro Caminho além das dúvidas, busqueis ser tão livre como o céu. E não afirmais que isso é bom ou ruim.”

Ao ouvir tais palavras, Joshu atingiu o Satori.

Koan: Sabeis reconhecer a Liberdade?

Conto Zen: Um quilo e meio

Um monge perguntou a Tozan enquanto ele estava pesando algum linho:

“O que é Buddha?”

Tozan disse:

“Um quilo e meio de puro linho…”

Nada para para Nada

fácil seria ser inércia…

fóssil será ser inerte…

fato é ser fluidez…

Seja bem-vivo

entre

tudo

e

nada

o

todo.

entre

agora

em

si

onde

se

existe

sempre.

 

*Imagem: Capa do disco “A Sinfonia de Tudo que Há” – Fresno

Ser à Ser

oceânico

rio-à-mar

com a fonte

sob o lago

água fluente