Um Sol Coração

Onde a vida está? Onde tu és?

Tag: aceitação

Casa : Coração

Esta é umA nova estAção: AceitAção.

Imagem relacionada

O amante traz ela… A paz…

O paciente eleva a ele… O amor…

O justo une ela e ele… Amor em paz…

 

Dia a dia… Viva a vida… Momento a momento… Mente a mente… Coração a coração… Recebendo, dando a permissão… Instante silente… Presença perene… 

Como sou? Como é…

A inocência tem o poder de inocentar…

Eu me rendo.

Eu aceito…

A vida,

Como ela é.

E assim, sou…

 

“Desenvolver força, coragem e paz interior demanda tempo. Não espere resultados rápidos e imediatos, sob o pretexto de que decidiu mudar. Cada ação que você executa permite que essa decisão se torne efetiva dentro de seu coração.” Dalai Lama

Aceitação. Início da transformação.

“O oponente mais poderoso está dentro de nós mesmos.” Hidetaka Nishiyama

“Mantenha a cabeça fria se quiser ter ideias frescas.” Barão de Itararé

“A primeira impressão que temos quando ouvimos ou pensamos em aceitar, seja uma pessoa, um fato ou uma circunstância é de que estaremos nos submetendo ou nos subjugando, desistindo de lutar, sendo fracos.

De verdade, se quisermos modificar qualquer aspecto da nossa vida e de nós mesmos, devemos começar aceitando.

A aceitação é detentora de um poder transformador que só quem já experimentou pode avaliar.

É difícil aceitar uma perda material ou afetiva; uma dificuldade financeira; uma doença; uma humilhação; uma traição.

Mas a aceitação é um ato de força interior, sabedoria e humildade, pois existem inúmeras situações que não estão sob o nosso controle.

As pessoas são como são, dificilmente mudam. Não podemos contar com isso. A única pessoa que podemos mudar, somos nós mesmos, portanto, se não houver aceitação, o que estaremos fazendo é insensato, é insano. Ser resistente, brigar, revoltar-se, negar, deprimir, desesperar, indignar-se, culpar, culpar-se são reações emocionais carregadas de raiva. Raiva do outro, raiva de si mesmo, raiva da vida. E a raiva destrói, desagrega.

A aceitação é uma força que desconhecemos porque somos condicionados a lutar, a esbravejar, a brigar.

Aceitar não é desistir, nem tão pouco resignar-se. Aceitar é estar lúcido do momento presente e se assim a vida se apresenta, assim deve ser. Tudo está coordenado pela Lei da ação e reação.

No instante em que aceitamos, desmaterializamos situações que foram criadas por nós, soluções surgem naturalmente através da intuição ou fatos trazem as respostas e as saídas para o problema. Tudo é movimento. Nada é permanente.

A nossa tendência “natural” é resistir, não aceitar, combater tudo o que nos contraria e o que nos gera sofrimento. Dessa forma prolongamos a situação. Resistir só nos mantém presos dentro da situação desconfortável, muitas vezes perpetuando e tornando tudo mais complicado e pesado.

Quando não aceitamos nos tornamos amargos, revoltados, frustrados, insatisfeitos, cheios de rancor e tristeza, e esses padrões mentais e emocionais criam mais dificuldades, nunca trazem solução.

Aceitar é expandir a consciência e encontrar respostas, soluções, alívio. Aceitar é o que nos dá confiança.

É fundamental entender que aceitar não significa desistir, é seguir adiante com otimismo.

Ter muitos propósitos a serem atingidos é nossa atitude saudável diante da vida. Aceitar se refere ao momento presente, ao agora.

No instante que você aceita, você se entrega ao que a vida quer-lhe oferecer. Novas ideias surgem para prosseguir na direção desejada, saindo do sofrimento.”

Por Ana Cristina Pereira

Ação AceitAção

Resultado de imagem para startrail

O caminho

É um só… amigo.

Aceitando

A vida como ela é.

Phillip Island Star Trails - 80 imagens de tiro combinado @ ISO1600 - 30segs - 16mm - f / 4 © Kieran Stone

Aceitando o caminho… caminho.

Renascente somos.

De corpo e alma somos um só espírito… Com a mente em coração somos uma sã  consciência… Sê ponte… e se encontre… renascente-mente…

IMG_20191004_231056_006

Estamos todos nesta luta interior, num labirinto rumo ao ponto central, mas no fundo, na ponte, no centro, algo nos diz que esta roda gira feito ascendente espiral… Ao fazermos as pazes com aquele que somos, aprendizes em aprendizado único… por princípio, somos todos um, afinal…

A vida segue, é caminho… e nas travessias conseguimos e seguimos feitos seres vivos… menos sofrido, mais curativo… propósito único por diferentes motivos…

Quando se cansar, descanse, ao se perder, em ti está sempre ao seu alcance, acolha-se como um filho único, não desista do caminho… resgatando-nos estamos sempre a caminho… do caminho em si contínuo…

Peça ajuda, aceite ajuda, ajude-se. Assim estou seguindo e conSeguindo ir em frente pacificando este caminho interior… o caminho de retorno ao retornável…

Temos o nosso próprio tempo e… a vida nos convida a sintonizarmos com ela… por espontânea sincronia… Deixa fluir, deixa o mal passado passar… e ir embora…

Que agora é presente que se renova passo a passo, noite e dia, vida a vida. Esteja consigo, abra-se, se abrace e conseguirá encontrar-se na fonte renascente da vida que é em ti, laço em nós, um todo em meio a tudo… no silêncio sereno que canta em soul maior…

Cuide-se como uma mãe, cuide-se como um pai… Cuide-se como um filho que és tu… Cuide-se filho… Pois tu és… Amado amor…

É preciso, precioso.

Irradiando amor. Exalando paz. Florescendo a rosa.

É preciso aceitar

Que se está onde

É preciso estar

Caminho em ti agora.

 

Descubra em si. Ouça aquela que é em ti. Segue com ela, os sinais dela… Amada alma, alada sã consciência…

Apesar de tudo, és um todo.

“A lagarta disse que ia voar. Todos riram dela, menos as borboletas”. O segredo é atravessar o casulo…

Resultado de imagem para borboleta azul

Nada

É o que

Parece.

Nada.

Estamos todos de passagem… Mas é transformadora a passagem… Àqueles que realizam suas próprias travessias… dando passagem a vida…

FirmeMente Flexível

Por me pertencer, cuido-me.

Imagem relacionada

Cuido de mim, ao me permitir.

Cuido de mim, ao me decidir.

Cuido de mim, ao me aceitar.

Cuido de mim, ao me perdoar.

 

Cuido de mim, ao me encorajar.

Cuido de mim, ao me confiar.

Cuido de mim, ao me conhecer.

Cuido de mim, ao me realizar.

 

Cuido de mim, ao me agradecer.

Cuido de mim, ao me amar.

Cuido de mim, ao me aperfeiçoar.

Cuido de mim, ao me encontrar.

Sou a resposta da própria questão.

Este texto, são comentários que fiz a respeito da poesia Olhei para dentro de mim, estou cega. do Blog Antagônicos.

O caminho é um só… interior.

Esvaziar-se daquilo que nos esvazia – que nos transborda de vazio existencial – é o que nos torna um repleto-vazio. (Em síntese, um paradoxo possível de síntese.)

É tempo de formatar nosso hd… Tempo de lavar a alma… É tempo de limpar a consciência… Tempo de fazer as pazes consigo mesma… É tempo de transformar o veneno em antídoto… Tempo de retirar a pressão da nossa depressão e dar vazão ao que nos faz respirar… Dando luz as nossas sombras, iluminando-as… Esvaziando-se das fantasmagóricas memórias escondidas, despindo-se dos inconscientes registros históricos em nós… É tempo de atravessar as fronteiras da mente, nossos véus, camadas internas, reconhecendo o mórbido, a morte, sem morrer fisicamente… Tomando coragem, tomando conhecimento, tomando consciência… De que a vida é do princípio ao fim um aqui-agora.

É tempo de desenterrar o mal passado e os males dos antepassados em nós… uma série de zumbis que habitam em nós… É tempo de dar passagem a vida… É tempo de dar vida a nossa vida… É tempo de fazer a faxina em todos os corpos – mental, emocional, espiritual, físico… É tempo de atualizar a nossa versão… ser a versão renovada…

Sabemos que é muito difícil, confuso, sofrido, quase inacreditável… mas a verdade está em nós, a saída é para dentro e ao cairmos em si, seguiremos autênticos, pois encontramos o sentido da existência… e aí sim, se aceitando, se assumindo, se pertencendo pelo mundo afora…

É tempo de cura, de transformação e libertação… Dar liberdade de sermos quem somos: mutáveis, passageiros passantes nesta retornável passagem… Não este acumulo de sofrimentos, enganos e medos, mas uma pessoa com seu espaço aberto de paz e amor… aqui-agora a sempre se realizar…

Resultado de imagem para a ponte de argenteuil monet

A questão que nos limita é o porque? porque isso? porque assim? porque eu?

A libertadora questão é como? como é? como sou? como sair? como mudar? como seguir em frente?

“O problema não é encontrar a resposta, mas enfrentar a resposta.” Terence Mckenna

Questionar é importante, mas conhecer sem resistência é prioridade.

 

* Pinturas de Claude Monte, com temas sobre a “ponte”.

Existo. Pertencendo.

Eu estou aqui. Eu sou agora.

Imagem relacionada

Ser amigo da vida. Sendo amigo da existência.

Manter a parceria. Preservar o elo. Mantendo a troca.

A existência é lugar de passagem indispensável.

A vida é amiga inseparável.

 

Eu existo. Eu pertenço àquilo que sou. Pertenço àquilo que é vida. Vida que há e é contínua em mim. Eu permaneço existindo até o fim…

A vida é assim mesmo… como você é.