Um Sol Coração

Onde a vida está? Onde tu és?

Tag: agora

Em(b)Arco

Sem pressa. Na prece. Para sempre.

Imagem relacionada

UNA

(um)

NUA

(novo)

AUN

(ainda)

NAU

(agora)

 

“Que rosas floresçam em vossa cruz.”

Ora é agOra

Imagem

a pouco morri.

pouco a pouco morro.

a pouco renasci.

pouco a pouco renasço.

“A lua aparece quando as águas se acalmam”

lua

“Sentar não cria verdade,

meditar não produz insight,

assim como cheirar uma flor

não produz sua fragrância.

O perfume da rosa está aí.

Acalmamos para observar o desdobrar

e o florescer da sua natureza.

Acalmar e observar

a mera respiração permite

que a realidade do Agora revele sua natureza.

Sentar quietos nos dá a oportunidade

de testemunhar a revelação da verdade.

A lua aparece somente quando as águas se acalmam.”

 

* Texto extraído do Ebook: A lua aparece quando as águas se acalmam– Reflexões sobre o Dhamma – Ian McCrorie

∞ Sugestão de Biblioteca: OlharBudista.com – Livros, E-books e Weblivros

 

agorAgosto

inverno

inverso.

ver no in

ver o sin.

Ah! Tento.

Atenção!

Atenção.

Verdade sem Certezas

 

nu

se “a única certeza da vida é a morte”…

viva! a verdade da vida é agora…

Agora Sempre Agora

wall

por vezes, perco a paz,

perco para a minha impaciência.

noutras, fico surdo para o coração,

perco para a minha ingratidão.

ainda assim, do olho do furacão,

reconquisto meu presente,

sinto novamente que o agora,

é oportunidade do sempre.

Aceitar ajuda, se Cuidar, Despertar

andrew_magia_of_the_heart_detail

independente da origem do mal…

o mal-estar está em mim,

cabe a mim liberar, se libertar.

é difícil observar-se, digerir,

e indispensável aceitar.

é possível mudar, elevar-se,

ser o teu bem-estar.

é sempre agora…

a hora do despertar.

Suco-lento Fruto que Amadurece

fruto

que as frustrações,

não voltem feito ilusões,

e amedrontem minhas visões,

meu olhar presente, renascente.

pois é no presente…

a colheita do que foi semeado.

e é agora, que semeamos a nova colheita.

Aquele que É – Inteiro Presente

amar a si mesmo

quando estamos em busca,

buscamos o buscador…

deixamos o presente (a presença),

saímos de si.

há de ser agora,

o redescobrir e revelar-se.

intuir, lembrar aquele que é,

e de repente, somos realmente…

aquele sorriso inocente, inteiro presente.