Um Sol Coração

Onde a vida está? Onde tu és?

Tag: carl jung

Tempo de Sincronizar

Talvez, não possa te provar, por isso mesmo provo. Prove…

Imagem relacionada

Puxa vida! Mas que coincidência significativa… Ou seria uma correspondência? Será que há uma lei da reciprocidade? Tipo, um jogo de espelhos, refletindo minha luz? Espelhando minha vontade, minha “vibe”, meu pensamento? Lembrei que é dando que se recebe, colhemos sempre o que plantamos, que sonhos tornam-se realidade… E não é por nada, nada é por acaso…

Imagem relacionada

a sincronicidade

permeia a tudo, a todos

toda a realidade…

sinaliza e orienta

aquele que olha e vê

aquele que acordou para a vida

o buscador da verdade…

está em ti, é em si…

e estará sempre aqui-agora

nas entrelinhas do seu dia a dia…

“O que é, é razão. O que sinto é coração. Siga com o perfume da natureza…”

E parece que eu volto sempre ao mesmo lugar, mas diferentemente…

 

* A quem interessar, segue dois links sobre o fenômeno e experiência sincrônica. Vibração e Sincronicidade, Sincronicidade – Um e-mail da vida. Outra dica é o livro ou filme “A Profecia Celestina”. Existe uma infinidade de conteúdos sobre o assunto… é tempo de sincronizar-se.

JorNada ao Nada

“Um homem que não se alimenta de seus sonhos, envelhece cedo.” Shakespeare

Conversas Cartomânticas

herói & heroína

não tem nomes

são o que são:

aquilo que é:

criatura em criação.

 

“Todo mundo é capaz de dominar uma dor, exceto quem a sente”… Não dominamos a dor… ela nos corta e atravessa-nos… mas a transmutamos, crescemos e cicatrizamos toda e qualquer dor… com os potenciais inerentes do curativo amor… feito o raro e elevado beija-flor… que habita em ti…

 

* Imagens do Blog Conversas Cartomânticas e Tarot Atalla

A Cartada: Corte e Carta

Resultado de imagem para jornada taro

Nesta jornada do caminho… por vezes, as trilhas são feitas do que queremos e como gostamos… noutras vezes, trilhamos por onde é essencial e como o caminho/a vida é…

Os passos são escolhidos mais intuitivamente, menos impulsivamente… A vontade do ser prevalece… sobre os desejos do ter… ter controle é quando já se perdeu o controle… estar inteiro é ser confiável, abertamente centrado e equilibrado… controle somente sobre a própria decisão… os efeitos serão vivenciados e reconhecidos ao londo das experiências… é jogar a pedra no lago e seguir sentindo as ondas que se expandem sem fim…

 

Louco Mago

Guerreiro Eremita

no Sol do Luar

Destino: novOMundo

Imagem relacionada

ser

de fé

ser

feliz

ser

fênix

 

Vivendo aqui-agora é de toda forma um presente…

 

* Foto: Ônibus de transporte público em Curitiba-PR.

Devida Fonte

Yoni Mandala

Yoni em sânscrito:

“Passagem divina”

“Lugar de nascimento”

“Templo sagrado”

“Fonte de vida”.

Símbolo de Shakti, Kali (Consorte de Shiva)

E de tantas deusas indianas…

Figuras arquetípicas da “Grande Mãe”

Que habitam a nossa psique ainda tão desconhecida…

 

 

* Tapeçaria: Mandala “Yoni” (que significa também o órgão genital feminino).

Tomar consciência, beber em si.

IMG_20180801_093441_367

Em sintonia, em si… Em silêncio, em síntese, percebo sincronias… Coincidências significativas…

Mesmo em desarmonia, sou surpreendido por sincronias…

Depois que caímos em si, despertamos, acordamos pra vida, nos conectamos… Depois que atravessamos a margem, caminhamos o próprio caminho de retorno ao essencial… Depois de tantas travessias… Nada mais é como antes, “um ou outro”, tudo é “um todo”… Nada mais é do que aqui-agora… 

Tomar consciência de sua inconsciência… Beber da fonte em si… Discernir a luz de suas sombras…  Eis o caminho de volta ao lar… Que sempre estará, pois sempre esteve… Sendo Aqui-agora… Em qualquer lugar, em lugar nenhum… Aquele que é em ti… ContinuaMente Vivo…

Desvelando feito uma rosa perfumada… elevando-se a cada espinho, desabrochando cada camada de seu ser… Para revelar-se e exalar a florescência… Cósmica consciência… Nascida para renascer…

IMG_20180729_195913_140

 

* Imagens: “Família em Sincronia” e “Rosa Mística”, 2018.

A seguir, continue em Si…

Imagem relacionada

Entrei na dança das borboletas… E não saí mais de Si…

“Céu azul, sol a pino… No alto do décimo sétimo andar… Primeiro: o pássaro negro despontou. Segundo: a borboleta apontou. Terceiro: a libélula pontuou… Às 11, dia 11, abril… outra porta do aberto caminho sincrônico… novaMente segui os sinais das sincronicidades…”

Agora continue em Si, A seguir continue em Si… Silêncio, Sintonia e Sinergia… em Síntese: Sincronia…

 

Um sinal de que ingressamos no caminho da autoconsciência, de que estamos no processo de despertar da consciência… é a percepção e o aumento de sincronicidades.

“Quanto mais ficarmos no tempo presente, mais teremos a oportunidade de constatar e observar as sincronicidades, os sinais que nos indicam o melhor caminho a seguir.”

 

* Relato poético, de um evento sincrônico que vivenciei dia 11/04/2018.

Não é suportar obstáculos, mas superá-los…

Imagem relacionada

“O melhor presente que podemos dar é a nossa própria transformação.”

De repente…

Uma borboleta, presa no casulo…

Uma borboleta, condicionada a lagarta…

Uma borboleta, ziguezagueando no mesmo lugar…

Uma borboleta, batendo, se batendo sem bater as próprias asas…

Uma borboleta apegada, pregada no passado que não passa, pois ainda não o deixa passar… mas tudo passa… porém, cabe a nós sermos a livre travessia desta passagem…

“O que você nega o subordina. O que você aceita o transforma.” Carl G. Jung

Az de Espadas – O inéDito

Ace of Swords por Deck of the Bastard, Old Tarot inglês, Crystal Visions e Shadowscapes, intuitivefish.com

Amor é uma carta fora do baralho…

E numa jogada de mestre…

Encontra-se no jogo…

“Nenhuma árvore, segundo dizia, pode crescer para o céu, a menos que suas raízes atinjam o inferno.” Carl Jung

 

* “Az de Espadas” do Sepia Stains Tarot, Deck of the Bastard, Old Tarot inglês, Crystal Visions e Shadowscapes.

circuLARmente

Conclua o que começou…

Complete com o princípio…

 

O centro da mandala no movimento em que tudo dele irradia pode ser vista como a expressão da totalidade da psique, por sua vez, o movimento para o centro em que tudo converge pode ser vista como a expressão da individuação que é a busca de si mesmo.”