Um Sol Coração

Onde a vida está? Onde tu és?

Tag: carl jung

“Aceite-se, ame a si mesmo.”

Aceite-se como você é. E isso é a coisa mais difícil do mundo, porque vai contra a sua formação, a sua educação, a sua cultura. Desde o início, lhe foi dito como você deve ser. Disseram que você é bom como você é?

Não seja obcecado por si mesmo – mas um pouco de amor próprio é um dever, um fenômeno básico. Só então, a partir disso, você pode amar outra pessoa. Aceite-se, ame a si mesmo.

Ninguém nunca foi como você e ninguém mais será como você, você é simplesmente único, incomparável. Aceite isso, ame isso, celebre isso – e nessa celebração você começará a ver a singularidade dos outros, a incomparável beleza dos outros. O amor só é possível quando há uma aceitação profunda de si mesmo, do outro e do mundo.

Aceitação cria um ambiente em que o amor cresce, cria o solo em que o amor floresce.Osho

“Seus pensamentos moldam suas percepções e suas percepções moldam sua realidade”. Deepak Chopra

“Não há despertar de consciência sem dor. As pessoas farão de tudo, chegando aos limites do absurdo para evitar enfrentar sua própria alma. Ninguém se torna iluminado por imaginar figuras de luz, mas sim por tornar consciente a escuridão” Carl Jung

“Às vezes, não conseguir o que queremos é o que de melhor pode nos acontecer”. Dalai Lama

“Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes.”

“Quer você acredite que pode, quer você acredite que não pode, de qualquer forma você estará certo” Henry Ford

Fonte: Osho.com

Desilusão ou Salvação!?

para o distraído

a desilusão o traiu…

para o desperto

a desilusão abriu

novos caminhos…

 

É a tua sombra que te assombra.

Silencie e escute-se…

Feche os olhos e veja-se…

Dê luz ao sombrio, ao oculto em ti…

Tome consciência do seu mistério…

Teus segredos mais secretos são a tua sombra…

Vê-la, aceitá-la e compreendê-la…

É iluminar-se… Ser aquele que É…

 

“A sombra nos deixa doentes, o encontro com a sombra nos faz sarar. A doença é o caminho que nos leva à cura e à perfeição.” Thorwald Dethlefsen –  A doença como caminho

“Somos dominados por tudo aquilo com que nosso eu se identifica. Podemos dominar e controlar tudo aquilo de que nos desidentificamos.” Roberto Assagioli

Sincronicidade: Coincidência Significativa

Hoje, completo 33 giros com o planeta Terra ao redor do sol e o presente que recebo é este agora que permanece mudando…

11.11 23.10.17

Relato sobre um evento sincrônico:

Hoje, olhei o horário na tela do computador e vi o “11:11”. E resolvi fazer um ‘print’ da tela.

Peguei o telefone celular na mão e fiquei tentando ‘printar’ a tela, quando de repente o telefone vibra, era a minha esposa me ligando.

Ao atender, a primeira coisa que ela fala é: “Você viu que o horário está “11:11”?

E respondi: “Sim, era isso mesmo que eu estava vendo agora. E então, você me ligou.”

Esta é uma simples coincidência significativa, já vivenciei muitos e diferentes eventos sincrônicos, minha esposa também, mas com números e horário ela ainda não havia vivenciado. Esta é a primeira vez que eu e minha esposa vivenciamos uma sincronicidade com o “11:11”.

Desde o final dos anos 90, com o advento da internet e das redes sociais, tem se falado muito do “Portal 11:11”, para quem ainda não ouviu falar deste assunto, segue um link do site “Somos Todos Um” para maiores informações: Somos Todos Um – O Portal 11:11

Pode parecer uma viagem sem fundamento para quem não experienciou o fenômeno, mas fique tranquilo, não é algo em que se precise acreditar ou não acreditar, é algo que simplesmente acontece.

A quem interessar, segue uma sugestão de um livro sobre este fenômeno natural da vida e que estamos percebendo, conhecendo e vivenciando cada vez mais, a medida em que nos equilibramos, sintonizamos e sincronizamos com a nossa própria consciência: Os 7 Segredos da Sincronicidade – TRISH MACGREGOR

Somos viajantes do tempo, inconscienteMente a maior parte deste tempo, mas estamos aos poucos tomando consciência… de que esta vida não é tão somente uma viagem passageira, mas uma jornada onde nos transformamos, unimos pontos, erguemos pontes, atravessamos nossos labirintos, elevamos o nível de consciência… esta passagem é na verdade uma travessia para outro lugar que é também o nosso lar em Si-Agora…

Viva o Novo, Aqui, em Si-Agora… Viva o Laço ∞ Fraterno ∞ Eterno…

Lux! (“Faça-se luz”)

Some content on this page was disabled on August 22, 2019.

“Quando me aceito como sou, então, eu mudo.”

Quando eu cair feito folhas no outono e o inverno me invadir… que eu lembre que a primavera virá e ainda haverá verão… mas enquanto é frio, úmido e seco, que eu esteja firme e flexível ao mesmo tempo… para que se renovem as energias… e eu venha a renascer com o soprar dos ventos… que imutavelmente mudam a estação… girando e se realinhando… a harmonia se estabelece… prevalece… amanhece o meu ser misteriosamente e inesperadamente de novo…

Toda estação é essencial… a depressão é o atoleiro onde a consciência pesada se afundou… é a água parada em águas passadas… o fluxo interrompido… o ralo entupido… é o conflito dos mal entendidos, os registros de sentimentos mal compreendidos… os traumas, aversões, medos e apegos… berrando para serem digeridos, incinerados, aceitos e dissolvidos…

Eis o chamado para a transformação, renovação, renascimento… é agora todo e qualquer momento… onde se vive e dá vida ao ser vívido… o mesmo amor que adoece, cura… é a sua verdade, parece loucura… o mistério é a fonte em si… sim, conheça a ti mesmo… reconheça o ponto onde encontram-se o princípio com o fim… o céu coração… o caminho do meio…

É preciso que eu esteja em si…. e resista flexivelmente ao processo de transformação… para que enfim, seja eu uma legítima e livre borboleta…

“Só aquilo que realmente somos tem o poder de curar-nos.” Carl G. Jung.

*O título é uma citação de Carl Rogers

EM SI n c r o n i a

encontre o seu par

a parte ilusoriaMente apartada

o impar em si…

em sincronicidade

com a tua realidade.

 

“Não posso provar a você que Deus existe, mas meu trabalho provou empiricamente que o “padrão de Deus” existe em cada homem, e que esse padrão (pattern) é a maior energia transformadora de que a vida é capaz de dispor ao indivíduo. Encontre esse padrão em você mesmo e a vida será transformada.” Carl Jung

“A Borboleta Azul”

borboletas

“Havia um viúvo que morava com suas duas filhas curiosas e inteligentes.

As meninas sempre faziam muitas perguntas. Algumas ele sabia responder, outras não.

Como pretendia oferecer a elas a melhor educação, mandou as meninas passarem férias com um sábio que morava no alto de uma colina.

O sábio sempre respondia todas as perguntas sem hesitar.

Impacientes com o sábio, as meninas resolveram inventar uma pergunta que ele não saberia responder.

Então, uma delas apareceu com uma borboleta azul que usaria para pregar uma peça no sábio.

– O que você vai fazer? – perguntou a irmã.

– Vou esconder a borboleta em minhas mãos e perguntar se ela está viva ou morta.

Se ele disser que está morta, vou abrir as mãos e deixá-la viver.

Se ele disser que está viva, vou apertá-la e esmagá-la.

E assim qualquer resposta que o sábio nos der está errada!

As duas meninas foram, então, ao encontro do sábio, que estava meditando.

– Tenho aqui uma borboleta azul!

Diga-me sábio, ela está morta ou viva?

Calmamente o sábio sorriu e respondeu:

– Depende de você… está nas suas mãos.” (Autor não identificado)

“O que não enfrentamos em nós mesmos, acabaremos encontrando como destino. Eu não sou o que aconteceu comigo, eu sou o que escolhi ser.” Carl Jung

Ego Temos, Altruísta Somos

Mandala

o egoísta…
generaliza os outros (seres humanos),
sente-se o único com tudo.
o altruísta…
reconhece o uno em todos (seres vivos),
sente-se um com o todo.