Um Sol Coração

Onde a vida está? Onde tu és?

Tag: Lao-Tsé

Segue O velho mestre caminho.

[ Lao Tsé por Claudio Edinger ]

“Você tem paciência para esperar até a lama assentar e a água ficar clara como um cristal?”

O

“Simplicidade, paciência e compaixão, Estes são os seus três maiores tesouros. Sendo simples em ações e pensamentos, você volta para a fonte do ser. Sendo paciente com amigos e inimigos, você percebe a maneira como as coisas são. Sendo compassivo com você mesmo, você concilia todos os seres do mundo.”

“Tempo é uma invenção do homem. Dizer, não tenho tempo, é o mesmo que dizer, não quero ter tempo.”

“Observe seus pensamentos, eles se transformam em palavras. Observe suas palavras, elas se transformam em ações. Fique atento às suas ações – elas viram hábitos. Observe seus hábitos pois se transformam em seu caráter. Fique atento ao seu caráter pois vira o seu destino.”

“Se preocupe com o que os outros pensam de você e você será um eterno prisioneiro deles.”

“Um homem com coragem enfrenta a morte. Um homem com coragem interior enfrenta a vida.”

“A natureza vive sem pressa e no entanto faz tudo o que tem pra fazer.”

“Pare de pensar e acabará com todos seus problemas.”

 

* Imagem: “Caminho da morte”, Monte Huashan, China.

Tao – O vazio do bambu

Imagem relacionada

“Se o bambu tivesse o talo maciço, ele seria pesado, rígido, inflexível. Com isso, os taoistas perceberam que é o vazio que garante as qualidades do bambu. O vazio é um dos conceitos fundamentais do pensamento oriental.

Para a maior parte das pessoas, o vazio tem um sentido negativo. Significa nulidade, inexistência, zero. Para os orientais é o oposto. Se o bambu tem suas virtudes por causa do caule oco, então o vazio tem um sentido positivo. O vazio é a origem de boas qualidades, é algo que se valoriza e permite a existência das coisas. Basta pensarmos de modo inverso. Se o elevador estiver lotado, não podemos entrar. Se nossa mente estiver entulhada de preocupações, não podemos pensar direito.

É dessa forma que os sábios antigos viam o vazio. Não pela ausência, mas sim pelas possibilidades que ele abre, pelos benefícios que ele traz. É uma visão positiva e não negativa. Um antigo texto chinês, o Tao Te Ching, diz: “O vaso é feito de argila, mas é o vazio que o torna útil. Abrem-se portas e janelas nas paredes de uma casa, mas é o vazio que a torna habitável”.

O vazio é invisível. Apesar de óbvio, esse detalhe é fundamental porque mostra que as coisas mais importantes são invisíveis. Os sábios sabem que existem coisas mais profundas do que as aparências.

Para os mestres orientais, o vazio é universal, onipresente. Percebiam que o Sol flutuava no céu, no vazio, que a lua flutuava no escuro da noite, no vazio. Para os mestres orientais, “universo”, “o todo” e “vazio” são conceitos correspondentes. Tudo nasce no (e do) vazio e tudo volta para o vazio. O mesmo vazio do bambu.

Trecho do livro A sabedoria da Natureza, de Roberto Otsu, Editora Ágora, S. Paulo.

“Nada ter para dizer”

“O homem perfeito usa a sua mente como um espelho. Ela nada aprisiona e nada recusa. Recebe mas não conserva”. Chuang-Tzu

O ego pode ser entendido como “o processo consciente de pensar”:

A centopeia era feliz, completamente.

Até que, de brincadeira, lhe perguntou um sapo:

“Qual é a perna que primeiro moves?”

Tanto se atrapalhou a sua mente

que não mais conseguiu andar…

Ao ver a realidade como se apresenta e não como ela é, e se especializar em aspectos desta realidade aparente, há sempre o perigo de “não se ser capaz de ver a floresta por causa das árvores”.

“Aqueles que sabem não falam. Aqueles que falam não sabem.” Lao-Tsé

“A forma não é diferente do vazio. O vazio não é diferente da forma. A forma é o vazio. O vazio é a forma.”

“O fogo não espera pelo sol para ser quente. O vento não espera pela lua para ser frio.”

“Partem as flores quando nos dói perdê-las. A erva daninha chega quando nos dói vê-la crescer.” Dogen

O Zen começa no ponto em que já nada existe para tentar alcançar, nenhum ganho a haver.

“Na paisagem primaveril não há alto nem baixo. Os ramos floridos crescem naturalmente, uns longos, outros curtos.”

“O perfeito Caminho (Tao) é sem dificuldade.

Uma diferença da espessura de um cabelo

E eis separados o Céu e a Terra!

Se queres alcançar a Verdade nua e crua

Não te preocupes com o certo e o errado.

O conflito entre os dois é a doença da mente.

Cada ação, cada acontecimento surge por si próprio:

Da superfície de um lago tranquilo salta subitamente um peixe.”

“Sentado tranquilamente, nada fazendo. A primavera chega e a erva, cresce por si própria.” poema Zenrin

“Se compreenderes, as coisas são exatamente como são. Se não compreenderes, as coisas são exatamente como são.” poema Zenrin

Fonte/Artigo:  Zen – A arte do silêncio e do vazio

Ao Tao…

Resultado de imagem para ideograma de tao

no caminho

do meio

entre…

paradoxos.

 

Ser espontâneo, ser natural. Aceitação de sua condição, ser incondicional.

 

* Ideograma de “Tao”, o Caminho.

“As partes e o Todo”

Imagem relacionada

“Concentre-se no dedo do pé. Feche os olhos e vá para o dedo do pé e permaneça ali. Isso lhe dará equilíbrio, pois a cabeça lhe provocou muito desequilíbrio”. As ondas podem ser várias, mas o oceano é um só. Você acredita estar separado aí e eu aqui, mas basta olhar mais fundo, além da forma, para as raízes, e nós somos apenas uma energia. Somos ramos da mesma árvore. Olhe só para os ramos e eles estão separados, mas no fundo são a mesma árvore. Quanto mais fundo você for, menos multiplicidade irá encontrar. E cada vez mais unidade. No mais profundo, tudo é uma coisa só. O Todo.

“Um dia as Partes encontraram o Todo
Com sua chegada particionada
Percebeu-se atolada no lodo
Mas não poderia se mostrar inclinada

O Todo, cortês, recebeu as Partes com graça
E as Partes, divididas, pareceram perdidas
Em sua mais sublime calma o Todo as abraça
E as Partes se surpreenderam comovidas

Quem é este que a tudo aceita
Que não duvida e nem rejeita
Como pode viver um ser sem escolher?
Desta forma não é possível viver!

Mas o Todo, que tudo sabe respondeu:
Se quer uma vida de sofrimento
Basta mergulhar em seu pensamento
E achar que o que é seu é seu
E o que é meu é meu

E uma das Partes rebateu:
Mas isso é claro como a luz!
Foi assim que cresci e me expus
Cada um tem os seus problemas
E acabam encontrando dilemas!

O Todo riu:
Não precisa ser assim.
Dessa vida nada levamos
Nem problemas e nem enganos
Muito menos o que acumulamos

Então pra que dar tanto valor?
Porque levar tão a sério?
Para que perder tempo com a dor?
Se não levaremos nada ao cemitério?

Vale mais a pena viver em amor
E não buscar desvendar o mistério
Aceitar os fatos sem ardor
E uma vida sem adultério!

Enxergue o Todo e não as Partes
Não divida em dois, eu e você
Pense que todos somos um
E não restará sofrimento algum”

 

Fonte: QueroEvoluir.com.br

AUM : É UM

Resultado de imagem para buddha christ

No caminho, na jornada, na ponte, na senda, na escada… do autoconhecimento, autoconsciência, da ascensão, da espiritualidade…

Com total entrega, confiança e aceitação… se dá um passo após o outro, um degrau de cada vez, mas chega num grau que é exponencial, salto quântico… no aqui-agora é a mais profunda elevação… fluxo, flutuação… sincronicidades, conexão… simplesmente fluidez… aberto em autorrealização…

 

Krishna vivo

Lao Tzu vivo

Buda vivo

Cristo vivo

Todo vivo

Aquele que É vivo…

Medite, Sintonize em Si:

Vi-Vendo Eu Sou…

Eu Sou Vivo…

O Tao Caminho

É princípio o caminho…

No meio de tudo o caminho…

Enfim, o caminho…

 

* Sugestão de leitura: “Como viver segundo a sabedoria do Tao” de Wayne W. Dyer. É uma versão do Tao Te Ching, clássico texto de sabedoria perene, atribuído a Lao-Tsé, com cada verso comentado. Pessoalmente, penso que é interessante ler o verso do Tao e meditar sobre ele, depois ler os comentários, pois afinal, o texto não precisa de comentário para nos revelar a perene sabedoria.

O caminho, o caminho.

“Quando você encontra o caminho, outros irão lhe encontrar ao passar pela estrada.

Eles serão conduzidos à sua porta.

O caminho que não pode ser ouvido estará refletido em sua voz.

O caminho que não pode ser visto estará refletido em seus olhos.”

A água é como o Tao

“A vida suprema é como a água;
nutre tudo, sem tentar.
Em silêncio, se adapta.
aquele, que os homens desprezam…

A água é como o Tao.
Na morada, base.
No pensamento, simplicidade.
No conflito, justo e generoso.
No controle, não controle.
No trabalho, prazer.
Na família, presença

Quando nos contentamos em Ser,
puro e simplesmente Ser,
sem comparar, sem competir…
Realizamos o Essencial.”

Tao Te Ching

Entrar em Alfa… Theta… Delta…

Entrar em Alfa é entrar em estado de profundidade mental, de relaxamento e concentração, de atenção plena e meditação. É através do relaxamento profundo, do equilíbrio e paz interior, que se entra em nível Alfa.

Comumente existem quatro níveis de ondas cerebrais, quatro estados de espírito, estados de consciência: nível Beta (vigília, normal), nível Alfa (concentrado e relax), nível Theta (relax profundo e criatividade) e nível Delta (mente universal e cura). Mas fala-se também em um quinto nível, o Gamma, que é ainda mais sutil, onde se origina o insight.

Este conhecimento/sabedoria não é novo, no oriente, nas antigas religiões e tradições espirituais, nas escolas de mistérios e tribos ancestrais, sempre se ensinaram a desenvolver estes estados alterados de consciência, por meio de diferentes práticas e métodos. Os nomes para estes estados elevados e para o tal “despertar”, também variam em cada cultura, época e tradição.

Por exemplo, para os hindus, Samadhi (“ser um com a meta”), tornar-se um com Deus dentro de nós. É o Nirvana de Buda, o Satori do Zen, a União Mística (Eu Sou) de Jesus Cristo, o Poder do Agora de Eckhart Tolle, tem relação com o Tao de Lao Tsé, com o Logos de Heráclito, o êxtase espiritual, experiencia de platô, o arrebatamento, a iluminação, etc.

O despertar é a religação, realizar a comunhão, a conexão com o ser interior, o repouso no espírito. É elevar, expandir a consciência, abrir as portas da percepção, despertar para a alma, despertar para o eu superior, estar plenamente em Si… é ter visão, enxergar com o terceiro olho… “Eu e o Pai somos Um.”

“A Consciência Suprema está dentro de você assim como a manteiga existe no leite; bata a sua mente com o processo de meditação, e Ela surgirá – você verá que a resplandecência da Consciência Suprema ilumina todo o seu Ser interior. Ela é como um rio subterrâneo dentro de você. Remova as areias da mente e encontrará a água fresca e límpida do interior”. Shrii Shrii Anandamurti

É tempo de Despertar… e mergulhar na expansão de Si além de ti… somos o caminhante, o caminhar e o caminho… o que É está em nós, somos todos UmTodo…

Sem pressa, sem demora, em equilíbrio… com coragem e confiança, compassivo… é estar em si, no aqui-agora, em todo lugar, a qualquer instante… é um processo de transformação, testemunhar, observar e transformar-se. É uma mudança de hábitos, a metAMORfose… o tal autoconhecimento… se aperfeiçoar, curar-se… agir com plena atenção para reduzir a inconsciente reação… descobrir-se e seguir o teu próprio caminho, teu coração, sua vocação, sua criança, a chama interior… revelar a tua essência em sua própria realidade… é mudar o mundo ao mudar a sua realidade intimamente pessoal… esvaziar a mente e acolher o coração… se abrir, receber e trocar, vivenciar sozinho e no convívio… crescer, amadurecer no envelhecer… ser, rejuvenescer ao encontra-se no mistério revelado que é o viver…

“Sorria, respire e vá devagar. Os sentimentos são como nuvens num céu ventoso. A respiração consciente é minha âncora.” Thich Nhat Hanh