Um Sol Coração

Onde a vida está? Onde tu és?

Tag: mar

Há onda.

Para surfar a onda é preciso conhecer o mar…

Imagem relacionada

“Força não há capaz de enfrentar
Uma ideia cujo tempo tenha chegado.
A força não é capaz de salvar
Uma ideia cujo tempo tenha passado.

É impossível domar a força do mar.
Pra pegar a onda tem que estar
Na hora certa num certo lugar.
Pra pegar a onda, deixa estar:
Deixa a onda te pegar.”

 

* Letra da canção “A Onda” – Humberto Gessinger

Sente-se em casa.

Resultado de imagem para imenso mar

ar sereno

sereno estar

sendo sereno

sereno lar

 

 

OM. dOM.

Imagem relacionada

domar o medo.

do mar o amor.

do amor o mar.

EternaMente Não Mente

Cachoeira_McWay_California_EUA

A mente mente…

A verdade: não-mente…

 

No caminho sem caminho há caminho…

 

* Segue link sobre O Ensinamento Zen da Não-Mente de Hui-Neng.

Acabe em Amor

Na primavera, este parque japonês se transforma em um mar de flores azuis 01

A vida ensina… Aquilo que nos incomoda não se joga fora… Se transforma…

Todos os rios acabam em mar… Todo rio acaba por amar… 

 

* Foto: Parque japonês Hitashi Seaside Park

Conto Zen: Transitoriedade

Certa vez, uma pequena onda do oceano percebeu que ela não era igual às outras ondas e disse:

“Como sofro! Sou pequena, e vejo tantas ondas maiores e poderosas do que eu! Sou na verdade desprezível e feia, sem força e inútil…”

Mas outra onda do oceano lhe disse:

“Tu sofres porque não percebes a transitoriedade das formas, e não enxergas tua natureza original. Anseias egoisticamente por aquilo que não és, e mergulhas em auto-piedade!”

“Mas,” replicou a pequena onda, “se não sou realmente uma pequena onda, o que sou?”

“Ser onda é temporário e relativo. Não és onda, és água!”

“Água? E o que é água?”

“Usar palavras para descrevê-la não vai levar-te à compreensão.

Contemples a transitoriedade à tua volta, tenhas coragem de reconhecer esta transitoriedade em ti mesma. Tua essência é água, e quando finalmente vivenciares isso, deixarás de sofrer com tua egoica insatisfação…”

Uma história para a nossa Criança

Aventuras de uma gota d’água

Carolina ficou muito surpresa quando uma gotinha d’água do mar, colhida num vidro, começou a conversar com ela. Passado o susto, a gotinha começou a contar todo o percurso de sua vida, desde o momento em que nasceu.

— Eu nasci numa nuvem, no céu, no meio de milhões de outras gotinhas. Nós nascemos muito pequeninas e só juntando-nos umas às outras é que nos tornamos grandes. Uma porção de gotas irmãs, caindo juntas de uma nuvem, forma a chuva…

A gotinha continuou:

— Depois que as gotas atingem o chão, elas têm três caminhos a seguir: ou evaporam, ou se infiltram no solo ou escorrem para as partes mais baixas, onde formam os riachos e rios.  

— E você escolheu qual caminho? perguntou Carolina.

— A gente não escolhe. Depende de onde caímos. Eu tive sorte de cair na mata sobre umas folhas. Escorreguei para o chão, penetrei na terra e fiz uma longa viagem pelos lençóis freáticos, pelas nascentes, pelos rios até chegar ao mar.

Carolina ficou pensativa e perguntou:

— E o que vai acontecer agora?

— Tudo na natureza se faz em ciclos. Eu cheguei ao fim do meu ciclo, aqui na terra, e não posso ficar parada. Na verdade, esse ciclo da água – continua, e eu, evaporando aqui desta água que você recolheu do mar, volto às nuvens, para renascer como uma nova gota de chuva. Samuel Murgel Branco

“Aquilo que está em cima é como aquilo que está embaixo”. “Essa lei é importante porque nos lembra que vivemos em mais que um mundo. (…) Na menor partícula existe toda a informação do Universo.” Lei da Correspondência – Hermes Trismegisto

 

“Somente Ondas”

“Nada se perde, como diria Lavoisier, todos os nossos atos produzem efeitos no mundo, efeitos cármicos, afinal carma significa literalmente “ação”, estes efeitos ficam, e obrigatoriamente influenciam tudo que vai acontecer” “As ondas no mar quebram na praia, mas refluem, e o mar está sempre se movimentando. Somos como ondas. O que acontece é que queremos ser sempre a mesma onda”. “Mas somos mar, não ondas, estas são só fenômenos na superfície do mar.” Monge Genshô

Fonte: OPicoDaMontanha.blogspot.com.br

Há mar – À mares

underwater_elena_kalis67

que o amar… nos dilua em mares.