Um Sol Coração

Onde a vida está? Onde tu és?

Tag: o deserto

Vê ao olhar-se.

IMG_20190803_160939_315

Olha a vida e vê a imagem e semelhança.

Publicidade

Vida: Lugar de Passagem

Resultado de imagem para lugar de passagem

entrego-me a luz

recebo luz

transparecendo a luz

Em silêncio interior, volto-me ao centro… Ao aberto ponto central, ao íntimo ser primordial… Afinando-me ao coração, tocando a serena canção… Ouço a voz do silêncio… Soprando palavras deste hino da comunhão…

Viva Passagem Viva

Tudo passa. Tudo se repete. Passe… Atravessando repetidamente.

Imagem relacionada

Não deixamos o passado.

Nem chegamos ao futuro.

Cruzamos aqui-agora…

Esta passagem presente.

 

Aberto ao presente. Abrindo o presente. Sendo presente.

Caminho da Autoconsciência

O serviço contínuo… Leva o noviço e eleva-o… Ao ser contínuo…

Mas que serviço? De ser… Como se é…

Resultado de imagem para círculo enso

comumente, o caminho é largo e raso…

mas cedo ou tarde, o caminho torna-se estreito…

e vem a tornar-se alto e profundo…

que é quando ingressamos no caminho de volta, no caminho interior…

rumo ao centro-aberto do eterno retorno…

 

Não se pode voltar no tempo para mudar, corrigir algo imperfeito… Mas pode-se perfeitamente aqui-agora, mudar qualquer tempo…

Único: Outro Igual.

O mundo não é de ninguém, nem de alguém. Mas de todo o mundo.

O caminho

A via

A vida

A travessia…

Do labirinto.

 

A tua jornada é unica… mas está entrelaçada a todas as outras jornadas igualmente únicas… Somos múltiplos seres únicos de um ser total… particularmente universal, universalmente particular… Onde o paradoxo se encontra é a síntese – em si, um total.

“Nada é igual, nem ninguém”… mas por princípio, afinal, tu és… senão, único… ou seja, outro igual.

 

 

A palavra-chave: verbo.

Deixa de ser como imagina, pensa e acredita ser… Deixando ser como é…

Imagem relacionada

no deserto

o andarilho

anda no trilho.

 

em sua trilha,

nu deserto.

 

Olha e vê… aquele que olha e como vê.

Imagem relacionada

Por aqui, por ali e acolá… repetida e diferentemente buscando, trilhando, tropeçando e caindo fora de si. Até que num dado momento, durante o aqui-agora, cai em si – no silêncio deserto, espaço-templo aberto, centro aberto. Acorda pra vida que em síntese é em si.

Cruzando o deserto.

O tempo não para, paira…

Imagem relacionada

No caminho… não existem atalhos, mas travessias.

Na travessia… estamos cruzando um caminho repleto de miragens, projetadas pelo caminhante.

Somos um deserto… silencioso, sereno e aberto, enquanto estamos silenciosos, serenos e abertos.

Silêncio é a voz da vacuidade… e sinal do caminho…

Caminho é. Caminho sou.

Fonte perene… Ponte renascente… Serena-mente…

Imagem relacionada

Buscar o Caminho… Trata-se de buscar saber “Por quê é assim”…

Mas ao Encontrar o Caminho… Trata-se de “Aceitar que assim é”…

E ao Estar no Caminho… “Aceitando que é assim”… pode-se vir a “Compreender Como é”… “Como sou”…

 

Buscamos O que é… Encontramos Como é… Seguimos Como somos…

Saber ser: abra-se.

Imagem relacionada

tu abres,

tu sabes.

tu seres,

tu és.

 

Verbo sou. Verbo estou.

Passageiro. Passageira.

Imagem relacionada

A paz pede passagem.

A passagem pede paz.

 

De passagem estamos… Desnudando somos… As travessias da viagem…