Um Sol Coração

Onde a vida está? Onde tu és?

Tag: revelação

Citações de Jean-Yves Leloup

“O silêncio é a linguagem do sagrado. Todas as outras linguagens são ecos.”

Imagem relacionada

“No coração da sombra existe a luz. E no coração da luz existe a sombra. A experiência do ser é a experiência do círculo que mantém os dois juntos.”

“Cada pessoa tem seu próprio deserto a atravessar. E a cada vez será necessário desmascarar as miragens e também contemplar os milagres: o instante, a aliança, a douta ignorância e a fecunda vacuidade.”

“Entrar em um caminho de transformação não é estar à procura do fantástico ou do extraordinário, mas é aprender a fazer de maneira grande as coisas pequenas.”

Imagem relacionada

“Vejo a humanidade em uma situação de apocalipse, entendendo a palavra apocalipse como revelação. Há algo desmoronando, e há também algo que está nascendo. Nós escutamos o barulho do carvalho que cai, mas não escutamos o barulho da floresta que brota. Ouvimos o ruído das torres desmoronando, mas não escutamos a consciência que desperta. No mundo de hoje há muitas coisas que desmoronam, e em geral falamos das coisas que fazem ruído, mas não falamos da sementes de consciência e de luz que estão germinando.”

 

por Jean-Yves Leloup

“A lua aparece quando as águas se acalmam”

lua

“Sentar não cria verdade,

meditar não produz insight,

assim como cheirar uma flor

não produz sua fragrância.

O perfume da rosa está aí.

Acalmamos para observar o desdobrar

e o florescer da sua natureza.

Acalmar e observar

a mera respiração permite

que a realidade do Agora revele sua natureza.

Sentar quietos nos dá a oportunidade

de testemunhar a revelação da verdade.

A lua aparece somente quando as águas se acalmam.”

 

* Texto extraído do Ebook: A lua aparece quando as águas se acalmam– Reflexões sobre o Dhamma – Ian McCrorie

∞ Sugestão de Biblioteca: OlharBudista.com – Livros, E-books e Weblivros

 

“On-Z & On-Z”

morreu um morto em mim

nasce o vivo em si

 

não sei onde, nem sei quando

no aqui-agora do espaço-tempo

é sempre espaço-templo

 

espaçonave, tao espaço zen

em circulação, em transformação

viva o vivo, o mistério em revelação

 

“Sem o silêncio não há escuta. Sem escuta não há uma viva voz.”

 

 

Ação reVELAção

“Melhor acender uma vela do que maldizer a escuridão.”

Imagem relacionada

Além de transmutar a ignorância em sabedoria… A paixão em compaixão… O sofrimento em gratidão… Iluminar-se é ver-se e aceitar a sua escuridão… Pois ela é a matéria bruta da qual realizamos a alquimia, desenvolvemos o discernimento, a humildade e compreensão… Nos harmonizamos feito obra prima…. desta perene elevação…

No velado é que se encontra… Desvelando, revelando-se uma vela acesa… 

Do escuro ao escuro, feito luz.

Imagem relacionada

Ao reconhecer a vida… E ver que a vida é mudança… Me vi… Em florescência… Um estado transmutável de consciência… Eu sou, assim como é a natureza… Una beleza…

“A vida não é uma pergunta a ser respondida. É um mistério a ser revelado, ao ser vivenciado.”

Um TriUnfar

Imagem relacionada

O corpo é uma lagarta…

A alma é uma borboleta…

E o casulo?

O mistério em si, a ser por ti revelado…

De fé, conhece-te.

Imagem relacionada

há um silêncio audível…

há um espaço inexplorado…

há um universo desconhecido…

há um mistério a ser revelado…

 

Autoconhecimento é sair do piloto Automático… e Reaprender ao Pilotar-se…

Entrar em Si, em Sintonia… Ver a Verdade, Verá Verdades… ao Fechar os olhos e Abrir-se à Visão…

Revele o segredo em Si

judas

 

A corda se rompeu
E ele despertou…
Judas se arrependeu
Foi perdoado, se perdoou…

Voltou e levou a outros a boa nova
Feito o mistério da supernova.
O medo se perdeu…
Em seu único sentido: paralisar.

O amor vence…
Em todos os sentidos: vence-dor.
É pairar… ao atravessar em si a escuridão.

 

* Postado originalmente em 17/05/2016.

Lá em Si, de volta pra Casa…

Imagem relacionada

Queremos Paz e Liberdade… recebemos um Propósito feito Desafios e suas inerentes Responsabilidades…

Na verdade, as ilusões são oportunidades de se reconhecer a Verdade…

Está velado, é Revelação, o Caminho é desvelar…

O Amor é repleto de Graça… Absurdo é não Amar…

O sol lá, é em si, noite e dia.

nas sombras daquilo que chamamos de eu…

descubro as diferentes cores impares…

que a luz precisaMente no incerto… há de irradiar…

somos o mistério em revelação…

a continuação… em atualização…