Um Sol Coração

Onde a vida está? Onde tu és?

Tag: rito de passagem

Do veneno é que se faz o antidoto.

“O segredo da noite é que ela é uma iluminação.”

Imagem relacionada

Aprendemos na dor com amor…

A dor é a margem

Amor é a ponte

Amar é o caminho, o atravessa-dor…

Olhar e ver, ouvir e escutar… Aceitar, acolher o sombrio em nós, assumir a sombra… Pois “é na sombra que enxergamos a luz” da vida… Mas enquanto não nos apropriamos do veneno que está em nós… Julgamos, negamos, mentimos, culpamos e acabamos nos envenenando, fragmentando, perdendo-se nas próprias ilusões, ficamos aprisionados… Porém se tomarmos posse do mal-estar que nos habita… As mágoas, a raiva, o orgulho, o ódio, o ciume, o medo, a inveja, etc… Podemos realizar a alquimia interior, transmutar o veneno em antidoto, o mórbido em vida… O dito mal, o negativo, destrutivo… É surpreendentemente o potencial, o combustível para a transformação do lamacento em fluido, do repetitivo em renovável, do estagnado em fluxo…

Imagem relacionada

Ser vivo, vivente… Realizar a passagem noite e dia… Morrer para o que não tem mais vida… O que protege e nutre o renascimento da árvore… são as folhas caídas… 

É uma viagem… em Si.

Imagem relacionada

Passageiros… a propósito, de passagem…

No caminho-desafio… das oportunidades…

De se dirigir as próprias travessias… desta transformadora viagem…

 

Caminhar, mergulhar e voar… Nas asas da Liberdade de Ser… Quem tu És…

Não poupe energia para encontrar e preservar a sua paz… Mas sempre repouse e poupe sua energia, se já perdeu a paz… Agora é que se faz e desfaz… 

Existir é em Si um Rito de Passagem

Dê passagem… tudo está de passagem…

Imagem relacionada

Nós não “viemos” para este mundo; nós “surgimos” dele,  assim como folhas de uma árvore. Como “ondas” do oceano, somos seres do Universo. Cada indivíduo é uma expressão do reino da Natureza,  uma ação singular do todo do Universo.” Allan Watts

Ponte ao Lugar Aberto

IMG_20180331_215445_333

Passagem, Páscoa

Deixar a Luz Passar…

Construindo a ponte

Realizando a travessia

Ao contínuo Em Si Agora…

 

* Foto do meu “Rito de Religação”. Gosto de consultar oráculos, tarôs, preparando o ambiente com cristais, água, vela, incenso, aberto à presença do escuro silêncio. Faço de forma intuitiva e criativa os meus ritos de conexão com o sagrado. 🦋

Uma Iluminada Passagem… Atravessemos o nosso Outono atonal…

Sede Passante!

O que significa Páscoa?

“Este tema da passagem é o tema da Páscoa. Pessah em hebraico, quer dizer passagem. A passagem, no rio, de uma margem à outra margem, a passagem de um pensamento a outro pensamento, a passagem de um estado de consciência a outro estado de consciência. A passagem de um modo de vida a outro modo de vida.

Esta fala de Jesus lembra que somos peregrinos sobre a terra. Somos passageiros. A vida é uma ponte e, como diziam os antigos, não se constrói uma casa sobre uma ponte. Temos que manter, ao mesmo tempo, as duas margens do rio, a matéria e o espírito, o céu e a terra, o masculino e o feminino e fazer a ponte entre estas nossas diferentes partes, sabendo que estamos de passagem. É importante lembrar-se do caráter passageiro de nossa existência, da impermanência de todas as coisas, pois o sofrimento geralmente é de querermos fazer durar o que não foi feito para durar.

A grande Páscoa é a passagem desta vida mortal para a vida eterna, é a abertura do coração humano ao coração divino. É a passagem da escravidão para a liberdade, passagem que é simbolizada pela migração dos hebreus, do Egito para a terra Prometida. Mas não é preciso temer o Mar Vermelho. O mar de nossas memórias, de nossos medos, de nossas reações. Temos que atravessar todas estas ondas, todas estas tempestades, para tocar a terra da liberdade, o espaço da liberdade que existe dentro de nós.

Sede passante! Creio que esta palavra é verdadeiramente um convite para continuarmos nosso caminho a partir do lugar onde algumas vezes paramos. Observemos o que para a vida em nós, o que impede o amor e o perdão, onde se localiza o medo dentro de nós. É por lá que é preciso passar; é lá nosso Mar Vermelho. Mas, ao mesmo tempo, não esqueçamos a luz, não esqueçamos a liberdade, a terra que nos foi prometida!” Jean-Yves Leloup

“Boa TERRA em teus pés, ÁGUA o bastante em tua semente, bom VENTO para o teu sopro, FOGO em teu coração e muito AMOR em teu ser.”

Banhar-se no rio Esperança

Imagem relacionada

a existência é uma viagem vida afora…

e uma travessia vida adentro…

o que se perde não é jogado fora…

não é por nada que tudo se transforma…

e o todo converge ao centro…

Ovo nOvo

Imagem relacionada

Não queria partir… Mas senti que iria partir… E parti… Em partes iguais… Pari ou renasci novaMente…

A dor do parto não subtrai o amor pela nova vida… pelo contrário, é o preço que não se desvaloriza… tem seu devido e vitalício valor…

O fim é certo… Não findar é um erro…

O princípio não tem fim… Meio que é em Si inteiro…

 

* A quem interessar, no blog O Ponto Dentro do Circulo tem um texto sobre o “Mito do Herói” e “Ritos de Passagem”