A n o v a M e n t e

T O D O S O U O UM : OM E S M O U T R O

Mês: dezembro, 2016

Em 2017, Viva o desapEgo e seu transpareSer!

chakra-cardiaco

realize o encontro em si com aquele que é vívido…

sejamos mais espontâneos e íntegros, afetivos e efetivos

por amor… é o verdadeiro e essencial motivo.

não há verdade sem autoconhecimento…

não há felicidade duradoura sem autoconsciência…

é tempo de despertar… e agora é o momento real…

em qualquer um dos tempos relativos…

somos todos um-todo…

façamos cada um a sua própria união nesta constelação…

em paz, com amor, por uma cultura de paz, muito além de hi-tech…

iluminada, autorresponsável, espiritualizada.

que cada um encontre, viva e conviva conforme sua vocação…

em sintonia com a voz interior, de coração aberto, pro alto com os pés no chão

rumo ao eterno presente… confie-se, coragem para não desistir de si

se perdoe, doe-se para receber aquilo que se renova.

acredite! não estamos sozinhos, quando compassivos vivenciamos sincronizamos com a fonte inesgotável do amor…

resgate ou caminhe com aquela criança que habita em ti…

ela sonhou a tua vida e será eternamente agradecida a você…

ao arvorecer e dar os frutos da semente que ela plantou…

no princípio desta jornada individual-universal e coletiva.

estamos juntos, na autoconsciência não há distâncias, há fronteiras e portais…

abra as portas da percepção e seja a verdade ao atravessar a própria ilusão.

somos maiores e melhores do que pensamos e que nos fazem acreditar

temos em si tudo de que precisamos, somos do tamanho do universo…

quando somos gratos por sermos aquele que somos: eternos e puros feito beija-flor…

Viva o novo giro da espiral, seu novo ciclo existencial!

Um abraço fraterno.

Esteja consigo, estamos juntos.

Gratidão, Luz!

Mãos unem Céu e Mar… ao Amar.

fb_img_1483148237164

Uma ave no céu, do céu… plumas de luz.

fb_img_1483148228634

Do duvidoso ao numinoso.

3e7495292d96278b1688de87a53218f7

No caminho… do eterno presente…

A cada passo que damos em direção ao alto que é também ao centro…

Na montanha da vida, na escada para o céu…

Mais ampla a visão, mais firme os pés no chão, mais elevada a consciência, mais simples vive-se a vida, mais clara a conexão com os mistérios do coração…

E por significativa coincidência…

O esforço, a entrega e a dedicação enraízam-se…

A leveza, o receber e a gratidão ramificam-se…

Crescemos feito árvore sagrada, florescendo a essência do nosso ser…

Frutificando a nossa vocação e propósito dessa existência.

Siga os sinais e evidências que seu coração, intuição apontam…

Questionar, investigar e discernir…  ao mesmo tempo confiar, entregar e aceitar aquilo que transcende a própria compreensão…

Pois se assim não for, o novo, o desconhecido não pode ser percebido e assimilado ao se manifestar em si e para ti.

A fonte é amor… e para beber, banhar e jorrar amor é que viemos… e voltamos definitivamente para a sua presença… quando somos amantes do amor… por amor.

“Nós somos uma maneira do cosmos se autoconhecer.“ Carl Sagan

 

Portamos o Segredo e a Revelação

Close-up-of-Morpho-Butterfly-Geckoes-Lodge-Cocles-Puerto-Viejo-Costa-Rica.jpg

Ao ter intolerância com a lagarta faminta e insatisfeita…

Ao ter impaciência com o prolongado isolamento no próprio casulo…

Estamos impossibilitando do ser que habita o nosso corpo de revelar-se por inteiro…

De voar livre, leve e espontaneamente… da lagarta misteriosamente renascer borboleta e conscientemente ser para realizar-se, sendo aquele que é: metAmor…

Gratidão por Você Existir. (post n° 1.000)

clareza

Há uma fonte de poder que move moinhos…
Move os ventos que giram os moinhos.
E esta energia inesgotável e renovável…
Está aqui, é no centro de ti, no agora.

Gire com ela, rumo ao centro dela
E a espiral da vida misteriosamente…
Eleva e expandi a nossa sagrada consciência.

(Imagem: Mandala da “Clareza” – Marcelo Dalla)

Conto Zen: O Som do Silêncio

Certa vez, um budista foi às montanhas procurar um grande mestre, que segundo acreditava poderia lhe dizer a palavra definitiva sobre o sentido da Sabedoria. Após muitos dias de dura caminhada o encontrou em um belo templo à beira de um lindo vale.
“Mestre, vim até aqui para lhe pedir uma palavra sobre o sentido do Dharma. Por favor, faça-me atravessar os Portões do Zen.”
“Diga-me,” replicou o sábio, “vindo para cá vós passastes pelo vale?”
“Sim.”
“Por acaso ouvistes o seu som?”
Um tanto incerto, o homem disse:
“Bem, ouvi o som do vento como um suave canto penetrando todo o vale.”
O sábio respondeu:
“O local onde vós ouvistes o som do vale é onde começa o caminho que leva aos Portões do Zen. E este som é toda palavra que vós precisais ouvir sobre a Verdade.”

“Abrace a sua Sombra”

mari

mesmo ao voar, o ser alado

é acompanhado por sua sombra.

então, não negue e nem tema a sua sombra

assuma ela e junto dela…

a assombração se transformará em iluminação.

Feliz Natal da Vida… Viva o Solstício de Verão!

natal

Olhos para Ver

1

Enquanto olham para os seus pés,

Antes de olhar para seus olhos…

Será sempre noite, mesmo ao raiar o dia.