aNūüĆźWa

T O D O S O U ‚ôĺ UM : OM E S M O U T R O

Categoria: Espiritualidade

LivreMente Liberto

20180721_100621

Temos direito a liberdade.

Mas avesso a liberdade,

Detemos esse direito,

E tememos pela ent√£o,

Desconhecida liberdade.

 

Desaprendendo desprende-se do “se…” E reaprende a sabedoria de ser… o que se √©: livre.

An√ļncios

Dar sauDar

Resultado de imagem para rio conto zen

Amar é compreender, fluir. Amor é compreensão, confluir.

 

Estar em si-agora, no fluxo que o conduz…¬†Discernindo as sombras em si… Atravessando o escuro… Transparecendo, sendo luz…

 

Quando n√£o existe Eu, eu sou Deus? “O Deus que habita em mim, sa√ļda o Deus que habita em ti…”

De n√≥s, o la√ßo…

Geometria Sagrada Arcturiana Perdão | Janosh Art

Do sil√™ncio, a voz…

Do vazio, o todo…

Do escuro, a luz…

Do nada, o amor…

Do caos, a paz…

 

Se ainda n√£o faz o que ama… Ent√£o, ame o que faz… E a jornada se transformar√°… Em gratid√£o e paz…

 

Geometria Sagrada Perd√£o: essa frequ√™ncia ajuda voc√™ a encontrar for√ßas para perdoar a si mesmo por qualquer julgamento que se imp√īs. Perdoe-se, porque voc√™ age em acordo com o conhecimento que obteve at√© aquele momento. N√£o h√° erros. O perd√£o mostra que n√£o h√° nada a ser perdoado.”¬†Janosh

“Entenda que na vida n√£o existem erros nem acertos, somente experi√™ncias que nos capacitar√£o para o pr√≥ximo passo. As experi√™ncias que n√£o s√£o aprendidas s√£o repetidas at√© que assimilemos a sabedoria que nelas cont√™m. Se n√£o nos perdoamos e nos paralisamos apegados aos resultados negativos de nossas a√ß√Ķes, deixamos de crescer. Mas, tudo tem um motivo. Por isso, nos perdoemos!”¬†Arcturianos.com.br

“Quase uma Ora√ß√£o”

Resultado de imagem para lagrima de borboleta

“Pode estar aqui do lado
num quarto de motel
Pode ser aquele mendigo
dormindo embaixo do céu

Pode ser a chuva que cai
sobre os automóveis
da Praça da Bandeira

Podem ser as ondas do mar
furiosamente
lambendo toda a areia

Pode ser a prostituta que você não beijou
Pode ser a força mais bruta
que a fome despertou

Pode ser a l√°grima
de uma borboleta
pode ser a borboleta

Podem ser os √°tomos de uma bomba H
sobre Bombaín
Pode ser também
um sorriso de criança

Pode ser alguém
que nunca p√īde ser crian√ßa
e brinca agora de esconder
um, dois, tr√™s, eu vi voc√™…

Muito longe daqui
alguém está cantando
em silêncio e só
é quase uma oração

“Senhor fazei de mim um instrumento…”

Podem ser as ondas do mar
sobre os automóveis da Praça da Bandeira

Podem ser os √°tomos
de uma prostituta
que a fome despertou

Pode ser também
um sorriso de criança, Deus pode ser alguém
que nunca p√īde ser crian√ßa
e brinca agora de esconder

Muito longe daqui
alguém está cantando
em silêncio e só
é quase uma oração

Senhor fazei de nós instrumentos.

 

*Letra da Can√ß√£o “Quase uma ora√ß√£o” de Carlos Maltz

 

Amar, desArmar.

 

20180719_122409

Amar n√£o significa ser sentimental…

Amar √© ser real… Ao vivenciar sua autorrealiza√ß√£o…

ūüźõūüíěūü¶č

ūüĆĽūüĆě

ūüĆĻ

Consciência é Florescência

Resultado de imagem para lotus e rosa mistica

S√≥ o amor pode salvar… S√≥ amando pode curar-se…

Amor √© a ess√™ncia daquilo que √© vivo…

Renascente, transformador e curativo…

 

 

Por achar que sabe, perde a chave da sabedoria… a humildade…

Verso: Ver-se no Olhar

Geometria Sagrada Arcturiana Despertar | Janorsh Art

Transparecer… No sil√™ncio, escuro e vazio… No centro-aberto… Est√° aquele que √©: Vivo…

Olhar para o alto e ver o interior… Olhar para o interior e ver o alto…

 

Imagem: “Geometria Sagrada Despertar”¬†Arcturianos.com.br

Enfim, sempre.

Resultado de imagem para o caminho da compaixão

Se prepare para o grande momento…

Esteja em si-agora…

Neste presente momento…

 

No ventre da vida… OM… Com pai… Compaix√£o… Com amor, cura a dor… E cura o curador…

Sobre o Julgamento – OSHO

Por que fazemos o mal? - Transformando a sombra personalidade

“Um dos exerc√≠cios mais praticados pela humanidade √© o julgamento.

Julgamos o outro, baseados em nosso c√≥digo de valores, nossas percep√ß√Ķes e naquilo que nossa imagina√ß√£o cria a respeito de cada pessoa com a qual convivemos.

Ocorre que nem sempre esta avaliação se mostra correta e, por essa razão, ao julgar corremos o risco de cometer equívocos e praticar injustiças.

O pior que pode acontecer quando julgamos algu√©m √©, sem d√ļvida, n√£o levar em conta os sentimentos daquele que estamos criticando.

Por mais que n√£o concordemos com as atitudes de uma pessoa, n√£o podemos nos esquecer de que elas s√£o motivadas, de um modo geral, pelas suas emo√ß√Ķes e que agindo de modo r√≠gido e inflex√≠vel tamb√©m estamos nos deixando levar por nosso lado emocional.

Saber reconhecer quando estamos sendo influenciados por nossos conflitos internos no momento em que avaliamos as a√ß√Ķes alheias, √© o primeiro passo para que possamos abandonar a postura de ju√≠zes implac√°veis e nos colocar no lugar de quem estamos julgando.

O sistema judiciário se baseia em leis pré-concebidas com o objetivo de garantir a convivência civilizada entre os seres humanos. Mas, fora desta esfera, nas atitudes cotidianas, nos arvoramos muitas vezes no papel de juízes implacáveis daqueles que não se enquadram em nossos hábitos e costumes.

Humildade, sabedoria e a capacidade de aceitar as diferenças de modo tolerante, constituem os melhores instrumentos para que escapemos da armadilha do julgamento.
Quando voc√™ diz que voc√™ se julga, isso √© algo tomado emprestado. As pessoas julgaram-no, e voc√™ deve ter aceitado as id√©ias delas sem nenhuma investiga√ß√£o. Voc√™ est√° sofrendo de todas as esp√©cies de julgamento das pessoas, e voc√™ est√° jogando esses julgamentos nas outras pessoas. E todo esse jogo desenvolveu-se al√©m da propor√ß√£o ‚Äď a humanidade inteira est√° sofrendo disso.

Se voc√™ quiser livra-se disso, a primeira coisa √© esta: n√£o se julgue. Aceite humildemente sua imperfei√ß√£o, seus fracassos, seus erros, suas faltas. N√£o h√° nenhuma necessidade de fingir outra coisa. Seja voc√™ mesmo: ‚Äú√Č assim mesmo que eu sou, cheio de medo. Eu n√£o posso andar na noite escura, n√£o posso ir l√° na densa floresta.‚Ä̬†O que h√° de errado nisso? ‚Äď √© humano.

Uma vez que você se aceite, você será capaz de aceitar os outros, porque você terá um clara visão interior de que eles estão sofrendo da mesma doença. E a sua aceitação deles, os ajudará a aceitarem-se.

N√≥s podemos reverter todo o processo: aceite-se. Isso o torna capaz de aceitar os outros. E porque algu√©m os aceita, eles aprendem a beleza da aceita√ß√£o pela primeira vez ‚Äď quanta tranq√ľilidade se sente! ‚Äď e eles come√ßam a aceitar os outros.

Se a humanidade inteira chegar ao ponto onde todo mundo √© aceito como √©, quase noventa por cento da infelicidade simplesmente desaparecer√° ‚Äď ela n√£o tem fundamentos ‚Äď e os seus cora√ß√Ķes se abrir√£o por conta pr√≥pria e o seu amor estar√° fluindo.

Neste exato momento, como voc√™ pode amar? Quando voc√™ v√™ tantos erros, tantas fraquezas‚Ķ ‚Äď como voc√™ pode amar? Voc√™ quer algu√©m perfeito. Ningu√©m √© perfeito, assim, voc√™ tem de aceitar um estado de n√£o-amor, ou aceitar que n√£o importa se algu√©m n√£o √© perfeito. O amor pode ser compartilhado, compartilhado com todas as esp√©cies de pessoas. N√£o fa√ßa exig√™ncias.

O julgamento √© feio ‚Äď ele fere as pessoas. Por um lado, voc√™ vai machucando, ferindo-as; e por outro lado, voc√™ quer o amor delas, seu respeito. Isso √© imposs√≠vel.

Ame-as, aceite-as e, talvez, seu amor e respeito possa ajud√°-las a mudar muitas de suas fraquezas, muitas de suas falhas ‚Äď porque o amor lhes dar√° uma nova energia, um novo significado, uma nova for√ßa. O amor lhes dar√° novas ra√≠zes para se erguerem contra os ventos fortes, um sol quente, a chuva forte.

Se apenas uma √ļnica pessoa o ama, isso o faz t√£o forte, que voc√™ nem pode imaginar. Mas, se ningu√©m o ama neste vasto mundo, voc√™ fica simplesmente isolado; ent√£o, voc√™ pensa que √© livre, mas voc√™ est√° vivendo numa cela isolada em uma cadeia. √Č que a cela isolada √© invis√≠vel; voc√™ a carrega consigo.

O cora√ß√£o abrir√° por si mesmo. N√£o se preocupe com o cora√ß√£o. Fa√ßa o trabalho preparat√≥rio‚ÄĚ.

Osho em The Transmission of the Lamp.

Fonte: VentosDePaz

Ando pacificAndo

Imagem relacionada

você é

capaz

c/ a paz

 

Somos capazes de realizar em si as Pazes…¬†S√≥ n√£o h√° perd√£o para quem n√£o se perdoa…