Conto Zen: Nada existe

por a nOw aMe n t e

Yamaoka Tesshu, quando era um jovem estudante de Zen, visitou um mestre após outro. Ele foi até Dokuon de Shokoku.

Desejando exibir sua realização, ele disse: “A mente, o Buda e os seres se cientes, no final das contas, não existem. A verdadeira natureza dos fenômenos é a vacuidade. Não há realização, não há ilusão, não há sábio, não há mediocridade. Não há o dar, nem nada para ser recebido.”

Dokuon, que estava fumando em silêncio, não disse nada. De repente, ele bateu em Yamaoka com seu cachimbo de bambu. Isto deixou o jovem bastante furioso.

“Se nada existe”, perguntou Dokuon, “de onde vem esta raiva?”

Anúncios