Conto Zen: Início do mundo

por EM SI: LUGAR DE GRAÇA

Um Discípulo pergunta ao Mestre:

– Mestre como se vivia no inicio do mundo?

O Mestre responde:

– Nos tempos em que a vida no mundo era plena, ninguém dava atenção especial aos homens notáveis, nem distinguiam o homem de habilidade. Os governantes eram apenas os ramos mais altos das árvores e o povo como os cervos na floresta. Eram honestos e justos sem se darem conta de que estavam “cumprindo seu dever”. Amavam-se uns aos outros, mas não sabiam o significado de “amar ao próximo”. A ninguém iludiam, mas nenhum deles se julgava um “homem de confiança”. Eram fidedignos, mas desconheciam que isso fosse “boa fé”. Viviam juntos em liberdade, dando e recebendo, mas não sabiam que eram generosos. Por esse motivo seus feitos não foram narrados. Eles não deixaram história.